sexta-feira, 9 de março de 2018

Ilusão


Eu quero dizer tantas coisas, eu preciso, 

Para aliviar essa ânsia que agora me consome. 
      Essa ansiedade, saudade, que sufoca meu peito, não é maldade...

                                       É só, um puro sentimento que nasceu... 

Há muito tempo, que eu não sentia a paixão, assim, ascender dentro de mim, 
Essa ligação entre o cérebro e o coração. 

Que argumento é esse, que meu coração criou? - a ponto das minhas reações cerebrais vibrarem e concordarem, que sem paixão, não há como viver sem essa aflição. 

A minha temperatura, pede a sua, as minhas emoções estão nos ares, meus pensamentos, desatentos, em busca dos seus. 

Você bagunçou toda a minha arrumação, balançou minha estrutura. 
Me trazendo a sensação, do que eu realmente preciso, para sorrir, para acordar alegre, nas nuvens, tocando o solo da paixão. 

Os meus ouvidos, pedem pela paz da sua voz, o meu corpo pede pela quentura do seu abraço, os meus lábios, ardem por um beijo seu. 
Os meus olhos lacrimejam, sentindo falta de ver o seu rosto. 
Você fez despertar em mim, milhares de sensações, 

Ilusões. Estou ferida e, penso você ser o meu melhor remédio, a cura das minhas emoções,

Pretensões. Nos queremos, 
Mas, impossível é, o encontro dos nossos desejos. O "nós dois", não pode existir, se unir. 

E o que dói, é saber, dessa tal realidade, que é como uma estaca cravada em meu peito.

Só imaginações, não serão suficientes para sentir o gosto, dessa doce paixão. 

Tal situação, apenas traz o gosto amargo, do que penso, que poderia ser só felicidade. 

|Nanda Olliveh|

12 comentários:

  1. Excelente poema de uma Poetisa fantástica!! AMEI

    Beijo. Bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. Oi, Fábio, lindo texto, comovente, triste porque é, infelizmente, apenas uma lembrança...
    O vídeo também maravilhoso.
    Beijo, amigo!

    ResponderExcluir
  3. Sustentai-me com passas, confortai-me com maçãs, porque desfaleço de amor.
    Cântico dos Cânticos

    Lendo esse texto passei a entender melhor a natureza do (a)mar. Que haja sustento nas maças...passas...

    Olá
    =)

    ResponderExcluir
  4. Amei ver aqui o poema da linda Nanda!
    Parabéns Fábio Murilo,por compartilhar.
    Eu já comentei no blog dela.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  5. Fábio obrigada por me dares para ler um poema tão belo. Triste, mas belo.
    Nada sei sobre Nanda Olliveh. Vou pesquisar, porque gostei.
    Beijo e bom fim-de-semana.

    ResponderExcluir
  6. Nossa! Que bonito! Paixão, força, desejo! ;)

    beijos!!

    https://ludantasmusica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Simplesmente fantástico!
    A paixão é capaz de virar o nosso coração do avesso.

    Beijos!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
  8. Bom dia!
    Excelente texto da Nanda! Amei!

    Beijo e excelente dia.

    ResponderExcluir
  9. Fábio, que silêncio poético...
    Santa Páscoa, amigo, com alegria, amor e...versos!
    Beijo.

    ResponderExcluir
  10. Fábio, é lindo o poema da Nanda. Creio que a inspirastes.

    FELIZ PÁSCOA
    Autor: Laerte Sílvio Tavares

    Que a luz da ressurreição
    De Cristo Nosso Senhor
    Brilhe no teu coração
    E se refrate em amor,

    Permeando a tradição
    De fé, a dar esplendor
    Às festas pascoais que são
    Frutos da Paixão e dor

    Transformadas em alegria
    De Madalena, Maria
    E de toda a humanidade!

    Feliz Páscoa, pela via
    Do amor – nossa luz e guia
    Na fé e na caridade!


    Tudo de bom, amigos! Abraços! Laerte.

    ResponderExcluir
  11. Amigo, hoje é Domingo de Páscoa!
    Páscoa é a festa que celebra a Ressurreição de Jesus Cristo. Jesus venceu a dor e a morte, Ele vive! Páscoa, é Alegria!
    Desejo a você que as felicitações, os abraços que você venha a receber nesta data, dos seus amigos, familiares, e de todos aqueles que amam você, se revertam em muita saúde,
    paz e prosperidade.
    FELIZ E ABENÇOADA PÁSCOA!

    Amei seu blog amiga, seguindo! Lhe convido a conhecer o meu se gostar seguir, ficarei grata!

    ResponderExcluir
  12. Obrigada, querido poeta, por partilhar meu poema, com seus amigos!

    Beijos!

    ResponderExcluir