sexta-feira, 15 de abril de 2016

Sedução

 
Teu trunfo é tua beleza,
Feito cerejas à tarde.
E cegas mil sóis
Com o farol da face.
Aragem, penugem,
Teu corpo esculpido
Por ventos alísios, 
É nuvem, é brilho,
É vidro, seixo polido
Por águas incontáveis.
A vida te fez suave.

Fábio Murilo, 02.04.2016
 

42 comentários:

  1. Ola Fabio Murilo!

    Parabens pelo post !!!!
    Linda mensagem.

    Uma linda semana.
    Um abraco

    GLUOSNIS - LITUANIA

    ResponderExcluir
  2. Fantástico Poema, Fábio!
    Gostei muito.

    Beijo e um excelente fim de semana.

    Coisas de Uma Vida 172

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Fabio Murilo, suas poesias são lindas, brotam na alma, gosto muito.
    Um abraço amigo e bom final de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, gentil, Maria Tereza. Abraços,amiga.

      Excluir
  4. Gostei!
    Um poema dentro de outro poema, por que nas entrelinhas existe mais um poema,caro amigo.
    Que bonito isso, este poema é bem subjetivo, instigante, para refletir.
    Parabéns amigo, um abraço e grata por sua visita sempre agradável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei da sua analise, Maria Teresa, motivadora. Obrigado, abraços.

      Excluir
  5. Muitas águas rolaram até ela se tornar uma bela mulher.
    Lindo poema, Fábio!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. ''É nuvem, é brilho,
    É vidro, seixo polido
    Por águas incontáveis.
    A vida te fez suave.''

    Boa tarde Poeta... amei o poema, destaquei essa parte, porque ficou super harmoniosa...
    Acho gostoso ler um poema, e sentir essa harmonia dos sentimentos com as palavras... é incrível a beleza desse diálogo...

    Beijos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal, companheirinha, adorei sua visita,sempre bem vinda. Beijos!

      Excluir
  7. A inspiração é capaz de achados lindos como o do poema acima publicado.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, amigo, pelo gentil comentário. Abraços.

      Excluir
  8. "As feias que me perdem mas beleza é fundamental"?...:-)
    O poeta seduzido por uma beleza que cega tantos sóis, e irradia um brilho que ofuscará o olhar de quem a contempla. Além disso um corpo esculpido pelo vento (bela imagem), só pode ser de uma suavidade de veludo.
    Beleza de poema, Fábio. Rica inspiração.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal seu comentário Laura, gostei. Obrigado. Abraços!

      Excluir
  9. Tão tenso e no final tão suave !
    Parabéns pelo post !

    Sempre bom visitar aqui ! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Julio, volte sempre. Abraços.

      Excluir
  10. Muito lindo, de uma delicadeza ímpar!
    Beijo, inspiradíssimo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Tais, gostei das observações. Abraços.

      Excluir
  11. a sedução e no final a suavidade...
    tão belo!
    beijinhos
    :)

    ResponderExcluir
  12. Uma sedução de poema,
    belas metáforas que descreve a musa,
    numa singularidade de beleza e
    suavidade inspiradora, no qual o poeta
    se rende e se inscreve no
    imenso sentir poético!...

    Belíssimo, Fábio!!
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Suzete, pela sensibilidade do comentário. Abraços.

      Excluir
  13. Seus versos ficaram encantadores, Fábio. A beleza seduz mas foram ricos os caminhos que utilizou para brindá-la.
    A música é linda. Abraço.

    ResponderExcluir
  14. Um elogio que qualquer mulher gostaria de receber.

    ResponderExcluir

  15. Passei para uma visitinha.
    Cada verso destila delicadeza e sentimentos vindos do fundo do coração... e muita sensibilidade poética.

    Boa fim de semana com tudo de bom!
    Beijinhos.♬♪ه° ·.
    💕ه° ·.

    ResponderExcluir
  16. Bom dia poeta.. é isso que nós melhor fazemos esculpir em versos a beleza da mulher.. continue assim. abraços e até sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A quanto tempo, irmão das letras. Verdade. Abraços!

      Excluir
  17. Que delicado, Fábio.
    Isso que é amor, a delicadeza de descrever com os olhos de bondade a pessoa pela qual se tem carinho.
    Você continua fabuloso com os versos.
    Obs.: música muito legal, combinou com o poema.
    Saudades daqui!
    Beijo grande, amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Carolzinha, que mimo de comentário. Sumida? rs. Beijos!

      Excluir
  18. Primorosa poesia!Parabéns caro poeta.Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vinicius. Volte mais vezes. Abraços.

      Excluir
  19. Uma boa tarde poeta, seus versos sempre bem construídos e ritmados! Lindo e encantador poema :D Abraços!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal saber disso, talentosa poetisa. Obrigado, abraços.

      Excluir