sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Ao Homem Extremamente Prático

Rasgue essa máscara
E se emocione;
Esse hipócrita 
E ilógico disfarce.
Tombe seu ar de semideus,
Por sobre seu orgulho,
E se esfacele em mil pedaços.
Esse estúpido complexo
De homem de aço.

Fábio Murilo, 29.01.88

47 comentários:

  1. Verdade querido, muitas vezes somos feitos de aço por pura proteção. Será que isso é uma coisa boa? Acho que não né...
    http://b-uscandosonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já vi a psicologia falar disso,alguma dois como armadura. Proteção ou insegurança. Obrigado Kézia.

      Excluir
  2. Quase sempre as máscaras nos impede de sermos o que realmente somos, a essência esta na transparência do ser humano e na verdade que ela inspira.Abraço grande de quem chaga e se sente em casa.:-BYJOTAN.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. As máscaras são farsas, são disfarces, são enfeites que nos disfarçam. E vivemos de impressões, de conveniências, sufocando a essência. Obrigado Byjotan, a casa é sua.

      Excluir
  3. Olá Fábio!
    Fernando Pessoa disse:"O mundo é de quem não sente. A condição essencial para se ser um homem prático é a ausência de sensibilidade".
    Pessoa sabia. Por isso poucos estão dispostos a retirar a máscara, porque emocionar-se é considerado sinal de fraqueza. Como é ridículo ensinar-se aos rapazes que um homem não chora... Ainda ontem vi um menino a chorar porque tinha caído e sabe o que o pai lhe disse?...:" Vá, levante-te, não chores porque ninguém viu..." Claro que esta criança um dia mais tarde vai ter de usar uma máscara, porque já está a ser educada para isso.
    Pessoas que parecem vulneráveis e fracas podem ser autênticas fortalezas interiores. A fragilidade é por vezes tão aparente como as máscaras.
    Um poema muito bonito que diz muito acerca de quem o fez. Você é lindo, Fábio. Preserve sempre essa emoção que em ti vive.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre interpreta com perfeição os meus textos. Quanto ao seu exemplo já vi ao contrario: Uma criança cair e quando a babá ia levantar a mãe repreende-la e pedir que se detivesse e dizer a criança aos prantos: - levante vá, levante... E só ao levantar-se permitir que a moça abraçasse a criança. Esse jovem, ao contrario do seu, exemplificado, será independente, cheio de iniciativa e coragem. Obrigado querida Laura.

      Excluir
  4. Em total apoio e compreensão ao que acabo de ler:
    Transpor barreiras é o que há meu caro, transpor-se, sobretudo. Além do orgânico, somos feitos de emoções.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  5. Dentre todas as máscaras que se escolher pra viver, não entendo como alguém escolheria a da praticidade... talvez por segurança...
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Em terra de sapos, de cócoras com eles". É mais conveniente, mais fácil, mais prático Paulo Renato.

      Excluir
  6. Olá, bom dia, Fábio Murilo.

    Hoje, é sábado. Na minha Sampa, estamos na Primavera. Tempo de frio e ventos, tudo juntos e misturados. Mas, certamente não falta o aquecimento humano em quaisquer lugar, onde encontra-se uma Alma, amiga e admirável.
    Por isso, desejo-te, um fim de semana bom. Com alegrias e contentamentos mil.
    Além do meu Sentimento de Amizade. Saúde e Paz. Estou te esperando, para falarmos do " tempo", lá na minha página.
    Um abraço, do tamanho dos seus sonhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado José Maria. Sempre disponho de tempo pros amigos, vou lá...

      Excluir
  7. Muito foda! Mas fiquei na dúvida: Tombe seu ar se semideus é "se" mesmo? Pergunto porque o "d" é próximo do "s" e já cai nesse deslize de digitação. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigadíssimo Fred. Realmente foi um deslize de digitação, (rs...), corrigi. Por coincidência o primeiro comentário que eu li foi o seu, obrigado pelo apoio de dizer que isso acontece, embora não deva, visita extremamente oportuna, providencial. Você foi Foda! (rs...).

      Excluir
  8. Bem, faz de conta que não sei ler.

    Esqueceu de mim, foi?

    O link comentários no "Luzes e Luares" está fechado, por não conseguir manter dois blogs, em simultâneo, mas no "Afetos e Cumplicidades" está aberto, há uma semana.

    Continuamos numa de máscaras, mas a sociedade é mesmo assim. Essência, só existe, às vezes.

    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho dois também, desisti de um por causa disso. Eu comentei na última visita que te fiz, no "Luzes e Luares" a opção comentários não tava abrindo. Apareceu outra coisa lá e estranhamente o que eu comentei, apareceu no meu blog, não sei se deu pra entender. Mascaras...Foi uma feliz coincidência, dizem que não acontecem por acaso, então melhor... Obrigado, bom final de semana pra você também.

      Excluir
    2. Bom dia, Fábio!

      Você resolveu da maneira que achou mais acertada, em sua opinião. Eu, por enquanto, vou mantendo meus dois blogs, embora, não, EM SIMULTÂNEO.

      Eu sei que você tentou comentar, até apareceu nas atualizações dos blogs que sigo, mas no meu blog, "Luzes e Luares", não poderia ter ficado lá comentário nenhum seu ou de qualquer outra pessoa,, porque o link comentários está fechado, agora.

      Passo a explicar: posto de 15 em 15 dias, uma vez no "Afetos e Cumplicidades", outra, no "Luzes e Luares". Por questões profissionais, sou Professora, e muito longe da reforma, que aí é aos 55 anos e aqui, aos 66, não tenho tempo para postar de 2/3 dias, por exemplo, e muito menos para agradecer aos comentaristas.

      Se o link comentários estiver fechado num dos meus dois blogues, então está aberto no outro. Creio que me fiz entender,.. Depois voltarei cá, para ler sua resposta.

      Agradeço, e às vezes, mais que UMA VEZ, os comentários recebidos, e agradeço também, à "população masculina" no meus blogues., portanto, tarefa a dobrar. Muito excecionalmente, agradeço nos meus blogues, à "população feminina". Razões? Está bom de ver.

      Já vi que você colocou sua foto no "Afetos e Cumplicidades". Obrigada! Assim, já fica sabendo quando eu posto, que é, como eu disse a você, de duas em duas semanas.

      Há pessoas que colocam a foto e nem escrevem, "OI", portanto, eu passado algum tempo, e depois de consultar o blog delas, e de me aperceber que tem textos e textos lá que não têm UM único comentário, acho que a pessoa tem um blog para satisfação pessoal. Tudo bem. Tem direito a ter quantos quiser e organizar eles como e quando entender, mas eu também tenho os meus "direitos".

      Então se a pessoa nunca mais comenta, pra que quero eu a foto dela no painel de seguidores dos meus blogues? Para encher, para enfeitar? Não, não quero. Eu não pretendo ter um painel de 500 "falsos" seguidores,. Quem lá está deve comentar, porque eu faço o mesmo, em relação a eles/as.Então, caso não comentem, eu faço limpeza aos painéis, e BLOQUEIO as pessoas, em causa. Passado dois meses, a pessoa volta a aparecer e me pergunta: você me bloqueou, porquê? Porque eu quero nos painéis de seguidores de meus blogues, gente que, EFETIVAMENTE, comente. Se quer seguir, siga, mas foto lá, eu NÃO PERMITO, porque quem manda nos meus blogues, sou eu.

      Há pessoas que têm foto nos painéis de meus blogues, e eu NÃO tenho nos delas, porque NUNCA sei quando o "barco" naufraga, do outro lado, portanto, como se diz, em Portugal, "cuidado e cados de galinha, nunca fizeram mal a ninguém".

      Eu quero estabilidade e regularidade nos comentários, apenas e só.

      UM LINDO DOMINGO.

      Abraços.

      Excluir
    3. Agradeço seu comentário em meu penúltimo post, lá no "Afetos e Cumplicidades".

      Excelente dia, Fábio.

      Excluir
    4. Eu, obrigatoriamente, quando recebo um comentário, retribuo a visita na hora, depois de responder, coisa que eu nunca deixo de fazer, pra não esquecer, adoro me inteirar com "o outro lado". Conheço um ditado "Quem quer visita faz visita", acho isso tão óbvio. Não que o blogueiro amigo tenha de retornar toda vez, mas não custa nada dar uma passada de vez em quando "uma mão lava a outra". E posso ir ao blog desinteressadamente, por isso me fiz seguidor, por pura e simplesmente apreciar a escrita, mas não custa nada certas gentilezas... Bem pertinente seus comentário. Embora um tanto quanto enfático (rs...). Excelente dia prá você também Luz e Obrigado pela visita.

      Excluir
  9. A alegria de viver maior que podemos
    demonstrar é quando nossa vida
    esta de alguma forma atingida por algum problema
    em nossas vidas.
    Quanto tudo esta bem é fácil parece termos tudo
    que nada desmorona ,
    que estaremos sempre acima de tudo.
    Eu tenho visto isso no longo da minha vida
    a falta de despreparo para enfrentar
    prováveis empecilhos .
    A fé tem um poder enorme uma das maiores armas
    nos da força e a certeza de
    que nunca estaremos sozinhas.
    Venho agradecer sua presença
    e tenha certeza a verdadeira amizade
    é um amor que o tempo não destrói.
    Todos nós somos passivos de erro
    e dignos de perdão.
    Em minha postagem deixo um cainho
    e uma alerta ,que acredito exponho
    um grande amor por todos.
    Um Domingo na paz e na luz.
    Beijos carinhos e afagos na sua alma linda.
    Evanir.
    Meu amigo concordo que as máscaras muitas vezes usadas
    até por quem a gente menos espera.
    Querido existe máscaras te todo tipo em nossa sociedade
    eu imagino quantas existe é nos governantes .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Palavra comoventes Evanir, você é muito espiritualizada, já conheço teus comentários de outros blogs amigos. Isso mesmo, vivemos numa sociedade de conveniências e aparências. Obrigado poetamiga.

      Excluir
  10. Arrasando como sempre nos versos!
    Desapegar-se, rasgar-se, esfacelar-se, reinventar-se.
    Não é prático, mas me parece o melhor.

    Um grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bondade sua, gentil menina! Reinventar-se, acho que é por ai, tocou no cerne da questão. Obrigado.

      Excluir
  11. Poesia não é quando a gente escreve, é quando alguém a lê. Lindo demais... bjs Fábio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Ninguém escreve para si mesmo, a não ser um monstro de orgulho. A gente escreve pra ser amado, pra atrair, encantar, etc."

      (Mário de Andrade)

      Tem razão Claudinha. Obrigado pela visitinha.

      Excluir
  12. Fábio td por aqui é muito bonito
    palavras fortes, bem colocadas eu gostei
    de ler e elogiar vc sempre é um prazer bjuss
    de boa noite com bons sonhos

    └──●► ¸.·*Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Rita. Muito gentil. Vi seu comentário ontem, mais já era tarde, madrugada, tou respondendo agora. Bom dia!

      Excluir
  13. Amei, amei. Já estava com saudade dos seus versos, Fábio. E volto ao blog justamente quando está num ar um poema que particularmente gostei. Talvez seja pelo tema, que me envolve.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa Mari, Mari, gosto tanto de tu! Joia! Sinta-se sempre envolvida.

      Excluir
  14. O hipócrita alimenta-se de hipocrisia. Quem o fará mudar? Meu abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida o convencerá. "Quem planta ventos, colhe tempestade". Obrigado JFS.

      Excluir
  15. Saudade daqui e da sua escrita.
    estou voltando se deus quiser.
    Eu sou mais pra complexa.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudade?! Mas, você passa por aqui direto Garota Dourada, e eu adoro! Obrigado fiel seguidora. Beijos.

      Excluir
  16. Murilo, pensamos que as máscaras nos ajudam, mas elas só colaboram para uma invasão de nós mesmos, uma utopia.
    Nada melhor do que a autenticidade, seja ela qual for.
    Devemos ter a naturalidade de lidarmos com as pessoas e situações que se apresentam não mascarando os nossos próprios sentimentos.
    A hipocrisia é uma doença social, que muitos se acostumam em seu ninho deitar, porque aparentemente ele é quentinho, mas quando se desfaz vem o vento frio da verdade, que sempre é melhor do que o calor mentiroso de palavras vãs.
    Sejamos nós mesmos, sempre!
    Parabéns!
    Muito bom o poema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pat, parabéns a você. Não fez um comentário escreveu um texto. Ótima dissertação. Obrigado.

      Excluir
  17. E ele não tirou a máscara
    e nós não tiramos a máscara
    e representamos no palco da vida

    Sempre representamos
    e morremos...

    Maria luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Maria Luisa. Representamos para sobreviver nessa farsa, onde se esticamos o pescoço somos degolados, e abatido se alçamos voos mais alto pelo homens extremamente práticos, fieis guardiões e mantenedores do sistema. Obrigado.

      Excluir
  18. Hoje vim agradecer sua visita!!

    Desejar sucesso sempre, e deixar uma frase que gosto muito!!!

    A Verdadeira coragem é Ir Atrás De Seus Sonhos Mesmo Quando Todos Dizem Que Ele é Impossível.

    ( Cora Coralina )


    Bjussss eternos!!

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada Rita. Obrigado pelas palavras de estimulo.

      Excluir
  19. Muito bom .Profundo e certeiro .Lembrou-me de um trecho da música dos Los Hermanos "Eu gosto é do estrago ..". Somos de carne e osso ,é inevitável não sangrar .Corajoso mesmo é quem reconhece suas fraquezas, e não faz delas obstáculos para acomodar-se .
    http://poemadecadadia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Olá Fábio,

    O uso da máscara

    o peso de aparentar

    o que não se é...

    A liberdade de ser roubada pelo o poder de ter,

    sempre e cada vez mais apreciada neste baile de máscaras,

    que para muitos,isso é natural e necessário.

    Eu prefiro estar com os poucos que apreciam um rosto

    inscrito de emoções verdadeiras e a liberdade de Ser...

    A nossa ponte foi o blog da querida Laura. Gosto de espaço de arte

    poética e sempre que posso (tempo) sintonizo para

    acompanhar e partilhar...

    Gostei muito deste teu espaço de arte poética e te digo:

    Aqui a poesia está viva,essencialmente bela!

    Abraço.

    PS: Somos da mesma cidade, a terrinha Recife...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, gentil conterrânea! Por questão de conveniência é preciso sobreviver de mascaras,mas não é necessário vivermos o tempo todo mascarados. É salutar, de vez em quando, retira-la e encarar o sol e expor nossa face sem disfarces e respirar novos ares, bronzeá-la. Conheceu-me através do blog da Laura? Outra grata satisfação, Laura é uma dama.

      Excluir