domingo, 28 de maio de 2017

Poema em Louvor a Discrição


Teu sorriso é o coringa na manga,
Que economizas por não ser preciso
Que abras a toda hora um sorriso,
Que encanta, desmonta e arrasa.

Tiro de misericórdia a quem se atreva
Que tanta beleza não deva bastar.
Qual Monalisa famosa e inesquecível
Com apenas um ar de enigmático riso.

Fábio Murilo, 27.05.2017

12 comentários:

  1. Priscila Rubia28 de maio de 2017 09:28

    Num mundo onde a maioria prostitui os lábios em sorrisos colgates que não nos tocam o coração, você me pega e descreve-nos justamente o oposto... esse, o que nos põe a salvo numa terra confiada em meio ao caos e a pressa do cotidiano. Nada melhor na vida do que encontrarmos a cumplicidade. Nem que seja de soslaio, no sussurro calmo das almas que se (re)conhecem e se animam. É tipo um código de presença e comunicação entre dois seres apenas que se tocam em meio a multidão.

    Teu poema, Fábio, é esse sorriso.

    ResponderExcluir
  2. Fábio o sorriso é contagiante e atinge a todos,principalmente quando é sincero e discreto.
    Adorei ler.
    Bjs,obrigada pela visita e um ótimo final de domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Lindo, lindo!

    Beijo
    Um resto de um bom Domingo

    ResponderExcluir
  4. Lindo teu poema, eternizas um sorriso, que tamanha capacidade de amar.

    Linda semana, Fábio!

    Mila Lopes

    https://palavrandoels.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Que lindo poema seguido desse sorriso tão natural. E como é bom ver um sorriso tão puro nesses tempos bicudos que estamos passando...
    Boa semana, menino de ouro! Muitas inspirações lindas nessa semana.
    beijo.

    ResponderExcluir
  6. Que belo poema, o riso realmente possui uma força incrível e a capacidade de contagiar com alegria e bom humor todos em volta.
    Tenha uma boa semana!!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Murilo.
    É o sorriso da elegância, mais contido e enigmático.
    Interessante o poema.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  8. Lindo, amigo. Você sempre inspirado em algum sorriso bobo, um semblante que avista por aí. Sempre profunda tua poesia, nunca decepciona!

    ResponderExcluir
  9. Adorei ler Fabio Murilo!
    O sorriso é o reflexo do interior, não é mesmo?
    Meu pai dizia sempre, "lá vem o meu sorriso", quando eu corria na direção dele, e pulava no pescoço dele, quando ele chegava do trabalho.
    Amo sorrir!
    Lindo seu poema amiga, parabéns.
    (O samba daquele vídeo que meu amor fez, é "Você Abusou de Antonio Carlos e Jocafi).

    ResponderExcluir
  10. Um sorriso ilumina quem o dá e quem o recebe.
    Belissimo poema
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir