sábado, 30 de junho de 2012

“É um fenômeno curioso: O pais ergue-se indignado, moureja o dia inteiro indignado, come, bebe e diverte-se indignado, mas não passa disto. Falta-lhe o romantismo cívico da agressão. Somos, socialmente, uma coletividade pacífica de revoltados”. Miguel Torga.

Nenhum comentário:

Postar um comentário