sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Na Realidade



A realidade me traga,
Feito uma draga voraz.
E me impõe o real,
O que ai está.
E é difícil falar de amor,
Falar de prazer...
Não há lugar para sonhadores
Para visionários,
Pra essa gente que vê além.
Que busca um espaço afora
Do que lhe fora determinado,
Não há... A realidade
Tem lá os seus tentáculos.

 Fábio Murilo, 17.09.19...

32 comentários:

  1. Texto maravilhoso!

    Beijo, bom fim de semana

    ResponderExcluir
  2. É, a realidade se impõe mesmo. Muitas vezes má, mas com momentos de epifania que valem a pena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Marcos. "A realidade não é tão brilhante como nossos sonhos, mas, tem a vantagem de ser real". Abraços.

      Excluir
  3. Mesmo nos esforçamos para sair um pouco da realidade, indo para os sonhos - que dá um alento, há um polvo que nos abraça com seus tentáculos unicamente para nos trazer à realidade. Mesmo que a realidade seja cruel, é a única coisa verdadeira. Você já pensou que fantasiamos até a morte? Como não acreditar nisso se até Mario Quintana dizia que a morte era sua doce prometida? Ou que em certo dia seremos poeira ou folha lavada...Uma realidade camuflada.
    Beijos, Fábio!
    (troquei de postagem e não trocou aqui, no gadjet).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corrigindo: mesmo nos 'esforçando'...

      Excluir
    2. Poxa, dá o que pensar Tais... Beijos!

      Excluir
    3. E deixa de ser tão certinha, mulher! rs.

      Excluir
  4. Concordo completamente, e é uma triste verdade, essa tal realidade, que sempre nos coloca no "devido lugar", de onde de acordo com a ideia nunca devíamos ter saído. Mas a digo, eu sonho, eu sou daqueles que vê a frente. BRAVO!

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    http://www.acessopermitido.com/2015/12/world-of-papers.html

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse muito bem, Elcimar, com a propriedade de sua pouca idade. Abraços!

      Excluir
  5. O Sonho e o Amor, enquanto grande dimensão, fazem parte de um lugar recôndito, só nosso, não contaminado por uma realidade devoradora da individualidade. A realidade exterior não deixa espaço livre para o mundo interior, e tudo tende a sufocar.
    Visionários são como peixes fora de água.
    Excelente, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simples assim, muito bem compreendido e explicitado. Agora entendi meu próprio poema. Excelente, Laura.

      Excluir
  6. Bela poesia, amigo poeta.A triste realidade persiste.
    Parabéns pelo blog.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vinicius. Isso mesmo. Obrigado pela visita, Abraços!

      Excluir
  7. Tomamos esses tragos de realidade apenas porque ela se impõe. Não podemos viver sem ela, e por vezes... nem com ela.
    Mas a magia da vida não acaba nunca.
    Sempre gosto de te ler.
    Um abraço, amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo. Sempre sonharemos, sempre resta uma esperança. Um quem sabe.

      Excluir
  8. Quanta verdade! Mas a poesia é um dos portais para outras dimensões não é mesmo, nos braços da poesia podemos ir para Passárgada e lá meu caro, somos amigos do rei! rs
    Adorei!
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Lu. Mas se muda tudo até num segundo. Basta estarmos atentos. Beijos!

      Excluir
  9. Meu novo amigo, vim retribui só hoje por falta de tempo, o seu amável cometário no meu blogue.
    O sonho, a fantasia e a imaginação são o refúgio dos poetas, porque a realidade nem sempre nos seduz.
    Aproveito para lhe desejar que o seu Natal seja cheio de luz, de paz, de alegria, de saúde, mas sobretudo com muito amor, sabedoria e optimismo.

    Feliz Natal!

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  10. Sei bem o que se sentir assim... há um tempo atrás me via assim, à deriva...

    Beijo poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah é, a vida frequentemente nos prega peças. Sei de tuas lutas, estimada poetisa e de tua vitória, de tua coragem de escarrar e enfrentar a vida de frente, e ainda assim, nunca perderes o bom humor, o frescor, a jovialidade e, apesar dos pesares, jamais abdicares do sonho, de acreditares e aprenderes com os revezes. Beijos, guerreira.

      Excluir
  11. É apenas um tempo, meu amigo, uma fase, um período, um caminho que se tem de percorrer queiramos ou não... Apenas isto! Sonhar sempre é preciso, acreditar que as coisas podem melhorar, também! Porque é esta a realidade do ser humano, não há como fugir dela, por mais que as asas da poesia nos mostre um outro mundo, um mundo melhor onde tudo é realizável.
    É nestes períodos de desânimo, de constatação, que as forças devem ser buscadas para não sucumbirmos à inércia. Difícil é, claro, mas na certeza de que é apenas uma fase, e lá no fundo do coração vai se formando novamente aquela vontade de tentar novamente, e se a vontade for de abandonar projetos antigos, que venham os novos, que nos iluminem novamente o olhar, nos atice o coração, para que a vontade de falar de amor volte a nos inundar a alma, para que o prazer volte a fazer parte dos projetos, pois o AMOR, amigo, ainda é o que nos salva da nossa loucura... Apenas o AMOR!
    Que te chegue aquele Natal sempre sonhado, meu querido, aquele onde o Menino Jesus venha procurar abrigo no seu coração para que juntos possam projetar um mundo melhor...
    E que 2016 seja o teu ano, aquele onde tudo de bom deverá acontecer!
    Com carinho,
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, voltou, amável Helena e seus comentários inspiradores. Feliz Natal pra você também, minha amiga. Abraços!

      Excluir
  12. Um poema intenso e triste que toca o nosso coração, mas apesar das duras realidades da vida nunca podemos perder a esperança.
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É Maria, a esperança é o sonho do homem acordado, couvi dizer. Abraço.

      Excluir
  13. Querido Fábio, às vezes, precisamos afrouxar esses tentáculos e voar mais alto...
    FELIZ NATAL!!!

    ResponderExcluir
  14. A realidade nos cega, nos ilude e depois nos prende em suas teias.

    Belo poema Fábio!

    Beijo

    ResponderExcluir
  15. Imagem interessante, Fábio.

    É verdade que a realidade é crua e muitas vezes, desoladora, mas nossa participação é muio importante para torná-la mais aprazível. Não podemos, de forma alguma, deixar que seus tentáculos travem nossa esperança, nossos sonhos e ideais e os bons sentimentos que nos fazem seres melhores.

    Uma construção poética coerente com a nossa desalentadora realidade.

    Eu que agradeço por sua amável companhia no ano em curso.

    Feliz Natal, com chuva de bençãos sobre você e sua família.
    Que 2016 traga para todos uma realidade mais gratificante e que seja um ano de alegrias e conquistas em sua vida.
    Paz e saúde para todos nós!

    Até breve!

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre com bons comentários, Vera. Feliz Natal pra você também e família. Abraços!

      Excluir