sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Empatia


Com a gente não há excessos, exceto só de atenção.
A gente dá muito certo, nada é urgente, é calmo.
As palavras polidas, escolhidas, elaboradas, proferidas
Como num buquê de rosas ofertado, rosas escolhidas,
Cuidados que agrada a alma, a sensibilidade.

Tão perto, tão certo, tão à vontade, tão aproximados.
É tanta consideração, preocupação, disponibilidade,
Como se um do outro fosse extensão, metade,
Como as mãos que do mesmo corpo fazem parte.

Fábio Murilo, 29.09.2017

5 comentários:

  1. Olá Fábio" Saudades.

    Lindo demais o teu poema. Parabéns.

    Beijo
    Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Belo poema Fábio Murilo e essa empatia é algo que somente Deus explica,um sentimento sem trocas de excessos como você diz e um carinho sem passar dos limites,apenas a sensibilidade que há entre dois seres que se respeitam.
    Gostei muito.
    Bjs,obrigada pela visita e um ótimo domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Que bonito, Fábio, que bom te ver de volta, amigo!!
    Está aí um belo tema!
    beijo, amigo, avante!
    Uma feliz semana.

    ResponderExcluir
  4. Um poema tão belo e apaixonado.
    Um grande abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  5. Quero um amor assim de novo. ♥

    www.acessopermitido.com

    ResponderExcluir