sábado, 25 de novembro de 2017

Abstrato


O sentimento é um alazão selvagem,
É lava de vulcão, chuva de verão, voragem.
À flor da pele, é pele, compele, sensação.     
É emoção, motivo, reação, alívio, enlevo.
É intenso, propenso, autêntico, imprevisível.
Nada entende de razão, nem sentido.

É instintivo, irracional, impulsivo, ambíguo.
O resto é comedimento, receio, pretensão.
Segurar o ar nas bolhas de sabão.

Fábio Murilo, 23.11.2017

13 comentários:

  1. Ricardo- águialivre24 de novembro de 2017 22:03

    O sentimento é amor, amar, querer, desejar, imaginar e sofrer
    .
    Bom dia, feliz fim de semana.

    ResponderExcluir
  2. Cidália Ferreira25 de novembro de 2017 08:09

    Lindo demais, Fábio. Parabéns

    Beijinhos e bom fim de semana

    ResponderExcluir
  3. Carmen Lúcia.Prazer de Escrever25 de novembro de 2017 08:50

    Esses sentimentos são inexplicáveis!
    Muitas vezes parecem-nos abstratos mas são concretos quando são tocados no fundo d'alma.
    Muito lindo Fábio Murilo.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia

    ResponderExcluir
  4. Muito bonito, lindo mesmo teu poema, Fábio.
    Quando se trata de sentimentos, que é pura emoção e zero de razão, tudo pode acontecer. Tudo é imprevisível: pode-se subir aos céus como cair no inferno.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Passando para agradecer a sua visita e comentário ao aniversário do meu Prazer de Escrever.
    Bjs Fábio e um feliz domingo.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Uaauu que belos versos! O sentimento só tem a sua própria força, não há certo ou errado, não há razão, apenas a sua própria vontade. Gostei muito!
    Tenha uma ótima semana!

    ResponderExcluir
  7. Bom dia, Murilo.
    É verdade, o sentimento não possui razões, ainda que muitos queiram rotular.
    Cada um ama do seu jeito , e por mais que uma força de amar seja estranha para o outro, é natursl para quem a sente.
    De fato, vivenciar é bem melhor do que procurar explicações para um sentir tão vasto.
    Parabéns.
    Tenha uma excelente semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  8. Magnífico poema, parabéns.
    Já não vinha aqui há algum tempo e gostei de regressar.
    Boa semana.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  9. Que lindo!
    Tudo o que extravasa, que é impossível conter. ;)

    Beijos, Fábio!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
  10. Quando se ama o coração supera toda a razão.
    Lindo poema
    Um abraço
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderExcluir
  11. Visitando, lendo deixando uma palavra de apreço por tão belo e sedutor poema. Gostei demais.
    .
    Hoje
    Límpidas Gotas de Amor em execução de Carência.
    .
    Deixando um abraço poético.
    Uma terça feira muito feliz. Boa tarde.
    .

    ResponderExcluir
  12. Passamos a vida inteira a procura do infinito, de sermos tão vastos que nada nos poderia conter, reter, limitar... E então, um dia, conscientes do limite da pele, nos redescobrimos... Assim, podendo extravasar, transbordar, do que os olhos não podem ver, nem as mãos tocar.

    Só somos infinitos quando amamos. Quando sentimos o que é amar.

    ResponderExcluir