sexta-feira, 15 de novembro de 2013

Cronológico


As horas,
Senhoras do tempo.
Nós,
Escravos das horas.

Pela manhã
Grita (ordena) o relógio:
Trrriiiimmmmmmmmmmm!!!...
(Acorda tá na hora)
E passa o dia inteiro
Tiquetaqueando ritmado.
Compassando o tempo,
Que passa voaaannnndo!

Vai tempo, vem tempo.
Vai mês, vem ano.
Se desfolha o calendário
Num cronológico outono.

Fábio Murilo

40 comentários:

  1. Boa Noite Fábio Murilo

    Uma realidade muito verdadeira... Adorei o poste, parabéns..

    Beijo
    Bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Noite, Cidália. Obrigado pelo carinho das palavras.

      Excluir
  2. Boa noite amigo Fábio !
    Gostei muito de ler-te , teu escrito ficou bem harmonioso...
    Muito legal !

    Beijos em seu coração !

    Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, estimada Poetisa, parceira e amiga próxima, obrigado pela visita. Beijos!!!

      Excluir
  3. Oi Fábio!
    Amei teu poema!
    As vezes sinto uma vontade imensa de parar no tempo, de viver determinado segundo eternamente mais o relógio não para.
    A cada dia que passa perdemos mais um dia, mais a única coisa que ganhamos de bom, em troca, é a experiência que o tempo nos traz.
    Beijos!
    http://aspoderosas1.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Larissa, como dizia Cazuza, "O tempo não para, não para não, não para.". Falou muito bem. O tempo não passa rápido é mal aproveitado, penso. Obrigado.

      Excluir
  4. Há tempos não passava aqui para ler seus poemas.. gostei muito desse!..
    Me fez lembrar o quão efêmeras são nossas vidas, apesar de não parecem tão passageiras diante das longas horas que se estendem através do tempo, dos anos que não cessam de passar. O fato é que nunca sabemos quanto tempo ainda temos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, melancólica dama, essa é a mais pura verdade. O importante nesse meio tempo e vivermos com o mínimo de dignidade e extrairmos o sumo dos momentos, e viver como se não tivéssemos mais tempo, embora tendo todo tempo do mundo, embora não sabendo quanto. Obrigado.

      Excluir
  5. Bom Dia amigo Querido.
    As horas senhoras.
    Um fantástica poesia o amigo sabe
    fazer lindos versos , que contagia minha alma.
    Venho carinhosamente desejar um feliz final de semana,
    que a presença de Deus esteja sobre vc e sua família.
    Abraços fraternos,Evanir..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Evanir, Obrigado pelas palavras elogiosas, que bom. Tenha um ótimo final de semana também.

      Excluir
  6. O pêndulo das horas
    é como foice:

    tão logo foi-se
    o dia, a vida...

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo comentário André, foice/foi-se, muito bom! Obrigado.

      Excluir
  7. Ai se eu pudesse parar o tempo; se eu pudesse voltar e recomeçar com a maturidade de agora! Tic-tac... mas não tem jeito. Agora é seguir num compasso que pelo menos eu possa comandar minha vontade. Tic-tac...
    Lindo, Fábio!
    Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode ser Tais. Quem nos dera estacionar a aparência os 20 e envelhecermos só em espírito, em ganharmos a sabedoria o discernimento dos anos, seria a formula ideal do ser humano perfeito, ou não, tudo não passa de preconceito, da ditadura da beleza, dos conceitos que nos são impostos. "Agora é seguir num compasso que pelo menos eu possa comandar minha vontade", acho que é por ai, isso podemos fazer por nós. Obrigado.

      Excluir
  8. Existem muitas coisas irritantes. O tic-tac repetitivo de um relógio é uma delas...:-) E esse trrimmm matinal, tantas vezes um desconsolo...Que bom é ficar um pouco mais na cama, sobretudo naqueles dias cinzentos, mas o tempo não dá tréguas, ordena, apressa-nos para tudo.
    O tempo é o nosso comandante altivo e prepotente, um ditador de vontades. Quando damos por nós, já esse teu cronológico Outono passou até! E o nosso Inverno é tão frio aqui, o das estações do ano e o das estações da vida.
    Mas esta minha quase condenação do tempo é irresponsável, porque o importante não é o tempo passar, porque isso é inevitável, mas a forma como passamos por ele. Essencial é ganhar o dia e não perdê-lo.
    Muito belo, Fábio. Adoro a tua forma de escrever; simplicidade aliada a uma sensibilidade profunda. Às tantas já disse isto, mas é o que penso.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo e mais alguma coisa. Obrigado pelos elogios, sinto-me extremamente lisonjeado. Obrigado pela gentileza e o carinho das palavras. Comovido.

      Excluir
  9. Todos os dias quando acordo,
    Não tenho mais o tempo que passou
    Mas tenho muito tempo:
    Temos todo o tempo do mundo.

    O tempo é o senhor da emoção.

    beijos Fabio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa, Legião, Renato Russo, adoro essa música Garota Dourada. É isso ai, o importante é viver com emoção, maneira muito proveitosa de passar o tempo. Beijos!

      Excluir
  10. Boa tarde Fábio.. bem deste tal Deus Kronos como é chamado em grego.. eu não sou escravo. não uso relógio não tenho celular. e to nem ai pra ele srrs a vida segue e nós seguimos ela com ou sem ele abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O que?! Eu também não uso relógio, nem celular, como sobrevivemos... Pra mim fosse o único. (rs...). Boa filosofia de vida, Samuel.

      Excluir
  11. Olá Fábio...te vi em blogs de amigos comuns e vim ver o seu blog, gostei de seu ritmo e rimas...Você sabe bem o que faz.
    Até logo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Vall, Seja bem vinda! Obrigado pelos elogios.

      Excluir
  12. Participei de uma palestra sobre "tempo" essa semana,foi muito interessante ,ainda mais por ter sido feita para crianças.O que elas mais falaram foi que, o tempo deveria ser sempre divertido,feliz,dou razão a elas;devemos aproveitar cada momento e tentar não ser escravos dos nossos horários ,quase sempre tão apertados.
    Belo poema,adore!
    http:\\poemadecadadia.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi menina! Criança, tempo bom, sem compromissos, onde como eu falei uma vês: "onde no calendário, no havia um dia, o dia do meu aniversário". A medida do tempo somos nós que inventamos e nos submetemos, essa medida não existe realmente, o tempo é quando. Obrigado.

      Excluir
    2. Como bem dizia Vinícius "Meu tempo é quando".

      Excluir
    3. É... E eu nem sabia, ou não lembrava. Mas tem coisa que parece tão óbvia, pra quem cuida da existência com o carinho e cuidado que ela merece.

      Excluir
  13. Confesso que sou um pouco "escravo" do relógio...não consigo andar sem ele

    Bom Domingo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também, em compensação não uso ele (rs...), mas é uma contingencia do dia a dia. Porém, "De quando em quando faltaremos a algum compromisso na Terra, e lavaremos as pupilas cegas com o verniz das estrelas".

      Excluir
  14. São apressados os passos do tempo e não podemos segui-lo no mesmo ritmo, sem perder a beleza de detalhes pequenos e importantes. Que girem os ponteiros do relógio, mas que saibamos aproveitar cada segundo. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É corramos contra o tempo, enquanto há tempo.

      Excluir
  15. Olá! Uma linda poesia, parabéns! Que possamos fazer de um dia, uma grande festa! abração

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ives, como diz Vinicius: "Que seja eterno enquanto dure". Obrigado, abraço.

      Excluir
  16. Ás vezes me sinto fadada com o ritmo do tempo ;/;

    P.S vc mora perto de São Luis? Em ql cidade?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A medida do tempo é uma invenção humana, o tempo é infinito somos nos que impomos o nosso ritmo Kassya. Obrigado.

      Excluir
  17. E é bem verdade!

    E o outono chega bem rápido, mas sejamos otimistas, porque cada etapa da vida, tem suas coisas boas e más, naturalmente.

    O importante é ser feliz e ter saúde.

    Dias felizes.

    Afetos e Cumplicidades - novo post. Assunto mais que importante. Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei das palavras otimistas. O importante é ter saúde e paz, vejamos por ai. Valeu iluminada Luz.

      Excluir
  18. E nós meros escravos mortais e ainda privilegiados por tanta poesia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, jovem poetisa, por mais uma gentil visita.

      Excluir
  19. Um dia
    mandei parar
    os relógios a contar

    E eles obedeceram
    ao meu pedido

    E naquele instante
    só eu vivi
    e sorri
    e amei com meu amor!

    Experimenta
    e eles obedecem ao teu pedido
    Eu sei!

    Foi bom
    te encontrar!

    Maria luísa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Maria Luisa, sei do que tá falando, funciona, partindo do principio qua a marcação do tempo é uma ilusão, uma invenção nossa. Nunca usei relógios, tenho um relógio na cabeça, ontem e hoje no monitor do computador da colega no trabalho foi conferir e é eram exatamente 10:30 hs., hora do meu lanche, tenho essa facilidade, modéstia parte de, de uma hora pra outra intui com precisão. Também o dia exatamente, em que estamos se dez, doze, treze, geralmente não sei... Esses não me interessa em acerta-los. Não conto o dia de pagamento. Não comemoro Natais antecipados, esperados ansiosamente pelos comerciante, os únicos que lucram com essa pressa. Só sei exatamente o ano que estamos, também se não soubesse... (rs...) sei ao que se refere. Obrigado

      Excluir