sexta-feira, 11 de abril de 2014

À Flor da Idade


Que a vida não seja, apenas,
Uma sucessão de dias.
O tedioso comodismo
Dos oscilam
Ao sabor das circunstâncias,
Dos que se foram
Antes do fim.
Quero o prazer extremo,
O desejo até as últimas consequências,
Uma dose cavalar de estímulos.
A fome insone dos insaciáveis
E a ousadia dos que inventam
E reinventam a vida
Em caleidoscópio.

Fábio Murilo

50 comentários:

  1. Bom dia Fábio.. como muito ouço a zona do conforto.. a vida é mais que isso, quem se joga nas cordas perde oportunidades únicas.. abraços

    ResponderExcluir
  2. Bom tarde Fábio

    Que maravilha de poema... Gostei de ler.

    Bom fim de semana.

    Beijos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. A palavra comodismo, não está no dicionário de quem deseja viver intensamente.
    Bonito, Fábio, gostei!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida só vale pela emoção. Obrigado, Shirley.

      Excluir
  4. A foto combinou bem com os versos. Maneiro.

    ResponderExcluir
  5. Toda a busca humana deve ser a busca do Prazer, não apenas enquanto satisfação momentânea, mas em sentido lato, enquanto satisfação de um sentido, sentido que pode ir variando, e geralmente varia de acordo com a idade. Na flor da idade deseja-se essa "dose calar de estímulos", tem-se uma pressa geralmente inconsequente feita desse caleidoscópio de cor e movimento, simples prenúncio de futuros vagares que a idade exige. O Prazer, enquanto oposto da Dor continuará a ser o objectivo, mas quem consegue atingir a "maturidade" (eu acho que nunca vou conseguir), encontrará eventualmente o caminho para uma satisfação serena, que nesse caso poderá funcionar como o prazer extremo, já que o prazer extremo é não querer exigir mais nada.
    Será?!...É o que eu espero!
    Belo poema, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
  6. Perdão, escrevi "dose calar" em vez de "dose cavalar"!...:))

    ResponderExcluir
  7. Respostas
    1. A vida é digna de ser vivida, embora os percalços, os embaraços, do caminho Enide, sejamos dignos de merecê-la. Honremos a vida que temos. Obrigado.

      Excluir
  8. Que belo poema. Percebi que não tem data... foi de proposito? Viver intensamente porque essa passagem é rápida demais.
    Beijos menino.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, alegre menina, já faz um tempinho, esqueci, perdeu-se no tempo. Beijos!

      Excluir
  9. Poema brilhante

    Desejo um Domingo feliz
    ********************
    http://pensamentosedevaneiosdoaguialivre.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  10. Bom dia, Fábio. Viver a vida como se ela não tivesse nada de novo a nos oferecer chega a ser uma covardia, um boicote conosco sem dó.
    Não tem como ser feliz dessa maneira.
    A cada dia devemos ter em mente o que fazer para sairmos ou não entrarmos nas garras do comodismo, que sutilmente nos arrebata, quando vemos, o tempo passou e muito mais difícil é movimentar as pedras, mas nem tudo está perdido, pois se quisermos, elas mudarão de por meio da nossa vontade e determinação.
    Tudo de bom!
    Tenha um domingo de paz.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito lucida sua observação, Patricia. Captou com perfeição a mensagem do poema. Obrigado.

      Excluir
  11. correção: "elas mudarão por meio de"

    ResponderExcluir
  12. Esse poema, por si só, já foi uma dose cavalar de estímulos... E que venham mais doses com essa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Gabriela! Que venham mais desas doses, injeções de animo, nem que seja um "veneno anti-monotonia" feito dizia Cazuza. Obrigado.

      Excluir
  13. Algumas vezes o medo atrapalha esse "se jogar na vida" e os dias continuam seguindo a rotina igual de sempre.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O medo é que atrapalha, Dani. Bom em determinada dose, mas demasiado, supera-lo é fundamental.

      Excluir
  14. Não faço questão por uma vida tão ousada assim prefiro algo mais discreto e calmo huahauh

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, agitada ou não, o importante é uma vida equilibrada. Obrigado, Dernier.

      Excluir
  15. Em suma, Fábio, eu quero como companheira de vida a motivação! Motivação é estar sempre reinventando, vivendo. Não cair no marasmo que pode desencadear uma depressão - o que ninguém deseja.
    Bjssss!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeito, concordo com você Tais Luso, isso é serio. Beijos!

      Excluir
  16. "E a ousadia dos que inventam
    E reinventam a vida..."
    adorei!

    ResponderExcluir
  17. Que a vida seja positiva, que toda negatividade seja dissipada.
    Que a vida seja boa conosco...
    Que nos surpreenda com momentos felizes !

    Muito interessante seu poema amigo Fábio !

    Beijos no coração !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Claro, claro, minha amiguinha poetisa, merecemos. Obrigado, Fê! Beijos!!!

      Excluir
  18. Que bela reflexão! De fato, a vida é demasiado preciosa para não ser aproveitada, a cada momento..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso ai Vane, disse muito acertadamente. Obrigado.

      Excluir
  19. Impecável, como nunca deixou de ser.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa! Que bom ouvir isso da talentosa poetisa. Você que é um jovem fenômeno, pode crer. Obrigado.

      Excluir
  20. É muito bom saber que a vida é de facto muito mais do que a suposta calmaria dos dias, assim tão bem dita nesta prosa.

    Uma Santa Páscoa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vi ainda agora, Daniel, uma citação que diz: "A vida brota de milhares de fontes vibrantes, entrega-se a todos que a agarram, recusa-se a ser expressa em frases tediosas, aceita apenas as ações transparentes, as palavras verdadeiras e o prazer do amor." (William Reich), concordo em numero, gênero e grau. Boa Pascoal pra você e pros seus!

      Excluir
  21. Meu querido junto da Flor da Idade deixo
    um abraço de bom final de semana
    E uma Páscoa cheia de alegria
    bjusss
    Rita!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigado agradabilíssima, Rita Sperchi. Desejo o mesmo pra senhora e família. Boa Pascoa!!!

      Excluir
  22. Preciso sair da zona de conforto, o espaço morto, onde fico estático enquanto a vida se move pela janela...sempre bom ler algo que nos motive a sair da inércia.
    Grande Abraço Fábio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Louváveis palavras, Victor, muito lucidas. Aprecio sua escrita e modo como expressa prá externar suas ideias, muito hábil. Obrigado.

      Excluir
  23. Caro Fábio vc ja comentou meu blog uma vez http://blogdepoesiasdojeferson.blogspot.com/ " LAMENTOS DE UM POETA " Achei lindo lindo e maravilhoso o que escreveu =) se você tiver Facebook ou uma pagina , gostaria de ser seu amigo e compartilhar mais coisas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comentei com muito gosto Jefferson. Tranquilo, também faço parte da grande rede social. Obrigado Jeferson pela visita.

      Excluir