sexta-feira, 23 de maio de 2014

Na Realidade


A realidade é asfalto,
É chuva e sol inclemente.
Um rol de situações indiferentes
Alheios a nossa vontade.

E o sonho é  invenção humana,
Ração diária de ilusão.
Combustível da efêmera chama,
 Invenção da felicidade.

Fábio Murilo, 23.05.2014

40 comentários:

  1. Bom dia Fábio!

    Talvez tenhas razão.
    Gostei de ler.

    Tem um sábado feliz.

    Beijo

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Nem tudo é o que parece ser,para cada um existe uma visão de realidade.Adorei os versos!
    http://luizadevaneios.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, incrível isso, Luiza, ai que tá a beleza da coisa. Obrigado.

      Excluir
  3. Adorei a comparação que faz entre a realidade e o sonho...
    Coisas tão paralelas com um conceito tão distinto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, coisas paralelas que se entre cruzam eventualmente, Carolina.

      Excluir
  4. A realidade é demasiado concreta para que nos chegue, já que tem demasiada força para que a moldemos às nossas vontades mais profundas e necessárias.
    O sonho é moldável de acordo com as nossas mais reais intenções e desejos. Por isso precisamos da ilusão para nos convencer de que as nossas possibilidades são infinitas.
    Belo poema, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso, as grandes realizações começam nos sonhos. O sonho aliado a ação. Obrigado, Laura.

      Excluir
  5. É, tem razão, escreveu muito bem. Gostei.
    O pior é que o asfalto e o concreto foi o sonho de outrem.

    ResponderExcluir
  6. Bom qdo o sonho se mistura a realidade e vice-versa.
    A vida fica mais leve.
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Ainda bem que o sonho existe para amenizar a realidade.
    Gostei, Fábio, um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem... E quando, de preferência, aliado a ação, como um projeto de realidade. Obrigado Shirley, beijos!

      Excluir
  8. Boa tarde Fábio.. o certo é que tem muitas realidades e esta que a gente acha que é tudo nada mais é do que uma ilusão sem fim.. abraços amigo de versos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... interessante. Obrigado irmão das letras

      Excluir
  9. "Ração diária de ilusão". Isso mesmo, por isso que os sonhos nos sustentam. Inventar felicidade é preciso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato, interpretou perfeitamente. Unir o sonho a felicidade e inventar a felicidade. Cada um a vivencia a sua maneira, cada um tem seu motivos. Andando, correndo, viajando, sentado, a felicidade não depende de estado, ou melhor, é um estado de espirito. Obrigado, Gabriela.

      Excluir
  10. A realidade é a antítese do sonho. Na minha concepção, são retas totalmente paralelas, os sonhos são versões oníricas da realidade, logo distorcidas. Eles não tem lógica, nem sentido...são manifestações dos nossos desejos mais íntimos e inexplicáveis oriundos do nosso subconsciente.

    Quando alguém diz que sonha se tornar um jogador de futebol, casar-se, escrever um livro, escalar o Himalaia, viajar pelo mundo, por exemplo...são objetivos dentro do mundo real, não são realmente sonhos.

    Outro dia sonhei que podia voar, que era livre de todas as formas possíveis, que eu voltei no tempo e encontrei a felicidade lá. Que eu morria e renascia todos os dias e que todos os dias eram, na verdade, um só.

    Meus sonhos são evidentemente inviáveis, mas quando há uma faísca de realidade que me faz recordar um ínfimo que seja dos meus sonhos, é quando tenho alguma esperança na realidade.

    Desculpe me prolongar assim caro Fábio, mas é que seu poema me fez pensar sobre isso, é assim que sabemos que realmente um poema é bem-sucedido, quando desperta uma correnteza de questionamentos e reflexões né

    Grande Abraço



    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vá em frente, Victor Costa, está ótimo! Fique a vontade, tem toda liberdade de se expressar, só acrescenta. Que bom que meu modesto poema tenha despertado tão entusiasmada reflexão. Um texto dentro do outro. Obrigado.

      Excluir
  11. Gostei muito deste dizer...

    E a imagem (ou foto) está fabulástica :)

    ResponderExcluir
  12. E se não tivermos sonhos, nada nos resta...
    Tenha uma ótima semana, um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Resta-nos, "... uma monotonia, um deserto, um viver por viver, um caminhar bisonho, um adormecer sem sonho". Obrigado, Fernanda!

      Excluir
  13. N a verdade a própria existencia já é em si um sonho...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também costumo dizer isso no dia a dia, Dernier, desse milagre cotidiano. Obrigado.

      Excluir
  14. Hoje é um dia que.....

    Elogio de espaço tão bonito
    Parabenizo por todo post sensacional
    E agradeço mais uma vez sua amizade

    A verdadeira coragem é ir atrás de seus sonhos,
    mesmo quando todos dizem que ele é impossível!...

    __________ Cora Coralina

    Bjussss

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
  15. Olá Fábio!
    Realmente as situações da vida, são alheias a nossa vontade.
    Eu costumo repetir uma frase muito conhecida:
    '' A vida nos prega cada peça...''
    E o sonho... Ah o sonho é como um arco-íris em tempo chuvoso...
    A realidade pode estar nos esmagando, nos colocando contra a parede...
    Mas sonhar... nos faz ver além, enxergar novos horizontes.

    Este teu poema ficou perfeito Fábio! Parabéns! Continua amigo, porque você tem o dom.

    Beijos em seu coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fê! Ótima interpretação. O sonho é o combustível da vida, o alimento da alma. Obrigado pela visita e pela gentis palavras. Beijos!!!

      Excluir
  16. Ah, esqueci de dizer você foi felicíssimo na escolha da imagem! rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Acertei tudo então?! rs...

      Excluir
  17. Viva!
    Hoje tive um tempinho extra, para poder ler e comentar como deve de ser.
    Normalmente uso o G+1 para marcar presença, mas nem sempre me satisfaz.
    É um privilégio ler escritos bons, e eu vou tentar ser mais presente.
    Abraços e beijos. D

    http://acontarvindodoceu.blogspot.pt

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, M.D.Roque, volte sempre! Abraços e beijos também.

      Excluir
  18. Olá, Fábio, nada mais real, pé no chão e dançar conforme a música. Só assim conseguiremos sobreviver nessa selva de pedra!
    Brilhante como sempre.
    bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... O sonho como um projeto de realidade, como transformação. Obrigado. Tais, beijos!

      Excluir
  19. Sonho e realidade se rivalizam para ganhar espaço dentro de mim. Belíssima construção, Fabio! Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante o que disse.. Obrigado, Anderson!

      Excluir
  20. Lindo seu poetar, Fabio Murilo.
    Gostei muito,intenso e sincero.
    "E o sonho é invenção humana,
    Invenção da felicidade"
    Bárbaro isso, "sonho, invenção da felicidade" e por que não?
    Um abraço e fique com Deus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Felicidade é um estado de espirito, não necessariamente algo palpável. Obrigado, Maria Tereza.

      Excluir