sexta-feira, 6 de junho de 2014

O Sal da Saldade


A saudade arde
Feito uma estrela tardia
E inalcançável.
Queima em vão
Em sua própria chama
E chama sem razão
Na ilusão que o outro
Tenha saudade
E também nos chama.

Fábio Murilo, 21.10.2013

34 comentários:

  1. Oi Fabio,
    Eu diria o agridoce da saldade :Saudade tem rosto, nome e sobrenome.
    Saudade tem cheiro, tem gosto. Saudade é a vontade que não passa.
    É a ausência que incomoda. Saudade é a prova de que tudo valeu a pena...
    saudade é alma dizendo onde quer estar.
    Lindos versos.
    Beijos
    Ps: acho que qa data tem algo errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Saudade e tudo isso mais alguma coisa. Como falou a ausência é que incomoda como uma nodoa, a comprimir o peito, a sufocar. Diria que saudade é estar e não estar, é um mal estar. Consertei a data, saudade do futuro, rs... Obrigado, Bandys!

      Excluir
  2. Bom dia Fábio.

    Lindo!!


    Beijinho, bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom Dia Cidália,bom final de semana pra você também, obrigado!

      Excluir
  3. em meio a ilusão diária.. sentir ela tem que arder na língua.. tento sempre não misturar muitos essas coisas.. o sentir demais tb atrapalha.. abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria ter esse auto controle, controlar o estresse, a ansiedade, a saudade. Obrigado, irmão das letras.

      Excluir
  4. Sinto que viver de lembranças faz um rebuliço no presente: nos prende e nos atrasa; nos reporta apenas a uma vida que não volta mais.
    Que minhas saudades se acalmem e que calem; que me deixem viver na parte que me cabe neste louco latifúndio.

    Beijo, Fábio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, a razão diz isso, Tais, somos seres racionais. Mas também temos emoção. No embate dessas duas grandezas se equilibra a vida. A vida sem emoção equivale a um ferro frio ao relento. A emoção é o combustível da vida. A vida sem emoção não é vida é existência. Obrigado.

      Excluir
    2. Concordo com você, Fábio, porém usamos menos a razão do que devíamos. Quando usamos só a emoção podemos cometer alguns desatinos, injustiças. Meio a meio seria a fórmula certa.
      E fora daqueles que vivem de seu passado, não aceitando o presente. Ou torcendo que o futuro chegue logo. Difícil, isso.

      Excluir
    3. Claro Tais, meio a meio, ou seja o equilíbrio.

      Excluir
  5. A saudade dói, corrói, quase mata, não acha, Fábio?...
    Beijão, amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho. Com certeza, dizem até que a saudade só é bonita na poesia. Obrigado, Shirley, beijos!

      Excluir
  6. Certeiro e lindo. "Na ilusão que outro tem saudade e também nos chama" , consolo como sopros , segundos sem arder. Um abraço Fábio

    ResponderExcluir
  7. É mesmo, Fábio! Se ao menos o outro sentisse a nossa falta como nós sentimos.
    Há saudades que era preferível não senti-las.
    Belo poema!

    Já estava com saudades...decidi tirar hoje um bocado da tarde para visitar os amigos...:-)
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Laura, que bom! Pois é... Mas, ninguém sente, exatamente, o que a gente sente na mesma justa medida. Sempre um gosta mais que outro, lembra mais que outro. Sentimento não é uma ciência exata. Obrigado.

      Excluir
  8. Oi, Fábio! A saudade é só é bonita na poesia, eu diria linda. Simplesmente amei!
    Saudade é fria, mas quando se transforma em poesia, aquece. Beijoooo :)

    ResponderExcluir
  9. Que lindo,Fábio.Mas,para falar de saudade tem que ter vocação,como vc!!Parabéns!
    bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, obrigado, Mari. Saudade não tem idade é um estado d'alma que afeta todos aqueles que tiveram, ou tem, um relacionamento de qualidade.

      Excluir
  10. Boa tarde, Fábio. Saudade é sentimento que aperta o peito, que vez em quando faz bem, outras, nos faz é muito mal, até causa depressão.
    Por essa razão, temos que guardar dentro de nós o lado bom da saudade, aquele que nos faça lembrar de tempos em que éramos felizes, mas sem causar estragos na alma.
    Muito bom.
    Tenha uma semana de paz!
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa Tarde, Pat. É uma faca de dois gumes, é o preço, é o risco que pagamos quando nos apegamos demais. Mas tudo é emoção, é 1 a 1.

      Excluir
  11. Ah saudade às vezes tanta que chega a doer o peito. Alguns são mesmo inalcançáveis...
    Belas palavras!

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... É o sal da saudade, Nina. Obrigado.

      Excluir
  12. Saudade é um sentimento abrasador. A sua presença preenche o nosso ser com um grande vazio, somos seres sedentos à procura de saciedade. O jogo de palavras abrilhantou o poema.
    A intimidade que existe entre você e a poesia é muito linda. Um texto poético é o canal que o poeta encontra para dar vazão às suas emoções, que estão sempre à flor da pele. Aplausos, poeta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa... Que comentário generoso, Lu Rodrigues. Muitíssimo, obrigado.

      Excluir
  13. A saudade é um sentimento difícil.. é preferível não senti-la, uma vez que é melhor termos as pessoas amadas sempre por perto.
    Mas apesar disso, li certa vez: "A saudade é a prova de que o passado valeu a pena"!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... Saudade doí, corroí por dentro, vejo muita vantagem também não, Vane. Obrigado.

      Excluir
  14. Saudade é a prova de que valeu a pena aquilo tudo que vivemos e quem conhecemos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por isso que doí tanto, rs... Obrigado, Aline.

      Excluir
  15. Saudade é um sentimento que aperta o peito e deixa a gente aflito, ainda mais quando nos perguntamos se o outro também pensa, lembra de nós.

    ResponderExcluir