sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Dorme


Dorme enquanto eu velo, cauteloso pra que não acorde.
Serei como aquela estrela luzidia, a reparar teu sono,
Sentarei em tua cama e ficarei como a rua calma lá fora,
Vendo a madrugada avançando em horas de abandono
E a manhã chegando, embrionária, em dores de aurora.

Dorme e deixe que o silêncio te embale nos braços,
Que desfaça em vento tuas preocupações diárias.
Na escuridão a te levar como um barco
Nas águas calmas do sono ao mundo onírico.
Teu sonho é sem susto, como no mundo físico.

Deita nesse travesseiro de nuvens, adormeces tão fácil...
Doce é teu cansaço, dormes o sono dos justos.
  
Fábio Murilo, 19.12.2014

42 comentários:

  1. Lindo, lindo... Fábio Murilo!

    Adorei a musica

    Beijinho e bom fim de semana.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cidália. O nome dessa musica é Êxtase do cantor brasileiro Guilherme Arantes. Essa ai tá numa versão instrumental , Play Back. Originalmente tem letra.

      Excluir
  2. Eu li os teus versos admitindo o quanto é prazeroso ter alguém, o quanto é angelical observar "o grande amor da minha vida" dormindo tranquilo, apenas por saber que tem alguém para velar seu sono. Alguém disposto a dar a vida pela sua, alguém... Simplesmente um ser.
    Eu amei a imagem, sou fã de The Vampire Diaries, e acho a Nina uma delicadeza.
    E a "música de fundo" do teu blog combinou tanto com o poema... estou me sentindo mais leve. Grande poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Carol. Poxa, entende hein de filmes, hein? Saudades de quando era cinéfilo feito você e o Vitor. A musica de fundo do blog chama-se Êxtase de Guilherme Arantes.

      Excluir
  3. Poema que expressa bem a tranquilidade da paz de consciência.

    abraço
    Marcos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É, Marcos? Não foi intencional. Bom. Abraço.

      Excluir
  4. Belo poema, Fábio!
    Sobre o amor e o seu sentido protector. Velar o sono de quem se ama ...O teu poema fez-me sorrir, apenas porque o poema que postei esta semana se intitula "Sono". O teu poema quase parece uma sequência do meu, como que uma resposta...:-)
    Feliz Natal, Fábio.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi mesmo Laura, fui lá no teu blog, temas comuns, feliz coincidência. Obrigado.

      Excluir
  5. Que bela música você utilizou para abrilhantar o seu blog Fábio, eu simplesmente amo Guilherme Arantes e "Êxtase" é uma das melodias dele que mais me agrada.

    Combinou muito com a ternura e delicadeza do seu poema. Meus sinceros Parabéns!

    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Vitor. Além dos filmes, entende de musicas.

      Excluir
  6. Boa noite, Murilo.
    Zelar o sono da pessoa amada é muito bom, já escrevi sobre isso e você o fez com propriedade, ficou muito bom.
    Só quem de fato ama, sabe o que é isso.
    Quem perdeu a essência não sabe o significado do teu lindo poema!
    Tenha um fim de semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  7. A paz de espírito e a entrega reinam no teu poema...Ao mesmo tempo que observas através do teu observador interno, te deleitas no sono dos justos....
    Lindo o poetar do teu coração!
    Beijinho Fábio , e que a vida se cumpra sempre, no amor e na alegria dos afectos partilhados...
    Feliz Natal!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei muito do sensível comentário, Cristina. Obrigado, Beijos!

      Excluir
  8. Já velei sonos assim. Identificação imediata. Parabéns.

    ResponderExcluir
  9. Tão terno e belo.
    Murilo, aproveito para desejar a si e a todos os seus familiares e amigos, um Feliz Natal, repleto de alegria, saúde, paz e amor.

    “A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida. ” Autor desconhecido

    Beijinhos
    Maria e família

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Maria. Desejo o mesmo a você e aos seus, Boas Festas. Muito obrigado da gentileza da lembrança. Beijos!

      Excluir
  10. Isso é tão lindo, tão sensível e doloroso. Sua poesia dorme em mim agora, meu bem.

    ResponderExcluir
  11. Que lindo, Fabio!! Será o sono dos justos, dos anjos ou dos inocentes?
    Lindas Festas, menino de ouro, que 2015 lhe inspire tanto quanto esse que vai se indo... Espero tantos outros presentes como esses que você nos deu em 2014! E continuará a ser o menino de ouro da poesia. Arrasou.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Tais, gentil como sempre. Boas Festas pra você também. Beijos!

      Excluir
  12. Boa tarde Fábio.. vestiu muito bem os sonhos sonhados por donzelas, meninas ou mulheres.. todas com a alma leve a voar pelas noites estreladas.. abraços poeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sono das mulheres puras, integras, raras, é isso. Gostei do comentário poético, inspirado e inspirador. Abraços

      Excluir
  13. Olá, Fabio!
    Desculpe não concordar com o slogan do teu blog, pois enquanto houver alguém criando composições poéticas como esta que tu criaste, a poesia jamais irá morrer! A criatividade e inspiração que empregas, além de elogiável, dá gosto ler.
    Tenhas um Feliz Natal!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que gentil! Obrigado! Boas Festas também.

      Excluir
  14. Que lindo!! Tua poesia e ter alguém a quem velar o sono dessa forma!! Doces e ternos!

    Um beijoo'o

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É. Tipo assim, pessoa que temos afeto, tá lá e a gente fica olhando, esquece do tampo, como a uma inesperada paisagem, surgida repentinamente, ao se virar a esquina, que nos faz parar por alguns instante, embevecido. É isso. Beijos, Simone.

      Excluir
  15. Agradecendo a sua amizade durante o ano, e antecipando já 2015, desejo.lhe Boas Festas e um Santo Natal!

    Abraço amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há do que, Daniel, é uma torca de gentilizas, da mercadora que nos é mais preciosa, o tempo disponível em em prol do outro. É isso. Boas Festas a você também e aos seus, tudo de bom, amigo escritor. Abraço.

      Excluir
  16. Respostas
    1. Oi, simpática Nina. Há sonos que somos. Beijos!

      Excluir
  17. Desejo um Santo e feliz Natal

    Beijinhos
    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cidália. Feliz Natal, pra você e os seus. Beijos!

      Excluir
  18. Acho que fisicamente nunca tive quem velasse meu sono,
    mas espiritualmente foi antes de nascer,
    bela poesia.
    Boas festas.

    ResponderExcluir
  19. É com imenso prazer que temos a honra de conhecer este espaço maravilhoso!

    Parabéns pelo seu Blog!

    Te convidamos para conhecer o espaço da nossa companhia de teatro!

    Este ano preparamos com muito carinho o "ESPECIAL GRANDE OTELO" que recomendamos para todos!

    http://ciaatemporal.blogspot.com.br/

    Obrigado pela atenção!

    FELIZ NATAL! FELIZ 2015!

    Clemente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O prazer é todo meu, Clemente. Tá certo, obrigado pelo convite. Feliz Natal pra você também.

      Excluir
  20. ''Doce é teu cansaço...''

    Teu romantismos e tua visão poética é única!
    Te admiro muito.

    ResponderExcluir
  21. Ah que lindo!
    Eu posso dizer que é maravilhoso ter quem vele meu sono...

    Lindo poema meu caro poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dorme enquanto eu velo, cara poetisa. Obrigado, beijos!

      Excluir