sexta-feira, 16 de outubro de 2015

O Passeio


Qual vento na tarde,
Brisa suave a soprar
Nos becos, ruas, bairros.
A deslizar nos carros,
Invadindo casas, edifícios, 
A pousar alegremente
Nos shopping centers
Feito um cisne branco,
Um lírio a brotar do chão.
Em meio a multidão
De perdulários clientes,
Tu, mais que cliente,
A chamar atenção
Feito os cinemas
E lojas e praças
De alimentação.

 Fábio Murilo, 13.10.2015

46 comentários:

  1. Olá Fábio

    Poema muito belo, Adorei

    Beijinho e um sábado feliz.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  2. Belo poema que exala modernidade!! Gostei muito, Murilo!
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Anderson. "... exala modernidade", gostei disso, obrigado!

      Excluir
  3. Alguém se distingue no meio da multidão, e consegue involuntariamente captar o olhar abrangente do poeta.
    Um poema demonstrativo de que a beleza nos pode surpreender em qualquer lugar para nos alimentar o olhar.
    Um belo poema, Fábio. Muito citadino. :-)
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Laura. "... muito citadino", interessante a sua observação de você e de Anderson. Abraços!

      Excluir
  4. Poema escrito em um estilo que ainda não tinha visto, original na minha opinião.
    E o final é surpreendente, com um toque de humor.

    abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal essa observação quanto a um suposto estilo, Marcos. Num sei acho que num tenho não, saiu assim. Obrigado, Sonetista. Abraços!

      Excluir
  5. Poema elegante e ao mesmo tempo 'faceiro e gracioso', lá vai ela "Feito um cisne branco". Muito lindo, Fábio, diferente.
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Tais. Elegante comentário. Beijos!

      Excluir
  6. Essas descrições estão mais pra um cisne negro, aquele que se destaca diante os outros, assim como esse poema.
    Adorei Fábio!
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz sentido, Ariana. Difícil a gente ver cisne negro. Beijos!

      Excluir
  7. Um alguém assim a chamar a atenção deve mesmo ser uma modelo de beleza, de graça, de leveza, de elegância, e mais adjetivos que houver, para que o olhar do poeta se deixe perder em divagações para formar versos tão bonitos, tão doces, tão prazerosos de se ler. Belo, meu amigo, como todos os que tenho lido por aqui neste teu estilo único, inigualável, original e tão poeticamente perfeito.
    Fica um terno beijo da
    Helena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é mesmo, Helena. Foi uma mulher incomum, diferenciada, confesso, que os inspirou, que alia todos esses atributos que enumerasse. Ela merece. E obrigado por teus sempre generosos, gentis e educados comentários, és uma finura de pessoa sempre. Beijos!

      Excluir
  8. Muita sensibilidade ao captar tal cena do cotidiano, Fábio.
    O poema ficou muito bonito e atual.
    Beijos, amigo!

    ResponderExcluir
  9. Que lindo!! A musica eu adorei.
    Só faltou mesmo um sorriso pra
    um estranho e aí o passeio ficara completo.
    hahaha]
    beijos moço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "... um sorriso pra um estranho", Essa garota, rs. Beijos!

      Excluir
  10. Oi Murilo,
    Uma jovem linda numa praça de alimentação, é ótimo, faz até o pobre comer caviar.
    Beijos
    Minicontista

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dorli. Pois é, motivação é tudo, rs. Beijos!

      Excluir
  11. Olá Fábio,

    Lindo o poema, que traz um ritmo delicioso.
    A imagem traduz bem a temática do poema.
    O que chama a atenção, mesmo sem alarde, é o que encanta o olhar.

    Linda a música. Bom gosto.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. É um momento de pura magia, quando num passeio deste, se anda de mãos dadas, com a brisa, leveza e segurança...
    A pousar alegremente
    Nos shopping centers
    Feito um cisne branco,
    Um lírio a brotar do chão.
    Em meio a multidão
    De perdulários clientes.
    Tu, mais que cliente,
    A chamar atenção
    Feito os cinemas
    E lojas e praças
    De alimentação.
    Belo e lindo poetizar de dias de lazer. Grande abraço meu caro.

    ResponderExcluir
  13. Lindo e verdadeiro poema Fábio, rs
    Você foi bem criativo diante de uma fotografia!

    Beijos poeta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Fê, pra você vê, uma foto, de repente lhe inspira. Quando dona inspiração quer é assim, rs. Surpreendente mesmo. Beijos, poetisa!

      Excluir
  14. E quando se é poeta escreve-se assim, com sensibilidade e encanto.
    Belo poema.
    Um abraço
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, muito obrigado, pela palavras elogiosas. Beijos, Maria.

      Excluir
  15. Belas palavras como você sempre as escreves.
    Não poderia deixar de voltar.
    Mesmo assim.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  16. Boa noite Fábio Murilo.
    Muito obrigada pelo carinho e sinceridade de suas palavras e você mudou a música, ficou bem. Gostei!
    Abraços e até mais ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De nada. Mudei a musica não. Abraços, até.

      Excluir
    2. Da outra vez que entrei você estava com outra música, por isto falei que mudou rsrs... Abraços.

      Excluir
    3. É que escolho uma musica diferente quando mudo de poesia, foi isso então. Abraços.

      Excluir
  17. Lindo poesia, achei bem interessante a forma como você descreveu a pessoa amanda com tanta doçura e ternura, tornando o lado sentimental e imaterial da poesia em algo tão concreto. Gostei dos seus poemas,primeira visita aqui! Abraço!

    blogdaingridzinha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Ingrid. Gostei do seu comentário. Abraços, volte mais vezes.

      Excluir
  18. Olá Fabio Murilo!
    Gostei muito da metáfora querido amigo.
    Parabéns pela inovação, gostei muito.
    Um abraço e felizes dias.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Maria. Que bom! Inovação? É tão dizendo. Abraços!

      Excluir
  19. Oi Fábio


    Gostei muito do poema.

    Beijos e bom final de semana.
    Ani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ani, tudo bem? Obrigado pela visita, beijos

      Excluir
  20. OI FÁBIO!
    MUITO BOM TEU POEMA.
    ABRÇS
    -http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Lindo Fábio!!! Um poema contemporâneo e belo!
    Beijos

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir