sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Do Insolúvel Dilema


Que fique só o encanto de não tê-la tanto,
Tanto que enfade e gere magoas e conflitos,
Pelo muito convivo, desgastado no atrito,
Sem espaço pro improviso, pra saudade.

Que a ânsia da busca supere a da posse.
Antes caudaloso rio, que estagnado lago,
Antes pássaro solto que engaiolado,
Antes durante que acostumado.

Fábio Murilo, 31.12.2015

28 comentários:

  1. Linda poesia!
    escusa
    Beijos
    Lua Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita, Lua Singular. De que? Tudo bem. Abraços.

      Excluir
  2. Que a busca e o encontro supere a posse, mas que o encontro não se esgote em si mesmo, e que a reinvenção do encontro se faça todos os dias, caso contrário tudo será prisão e desilusão futura, desencontro.
    Excelente, Fábio, e a imagem foi muito, muito bem escolhida.
    Parabéns, e bom domingo!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita, que mulher sabida! Tudo demais... A vida é equilíbrio. Obrigado, bom domingo pra ti também!

      Excluir
  3. No quería limitarme al habitual “Feliz Año Nuevo” para una persona tan importante como tú… Así que aprovecho para darte las gracias por cada momento del 2015 que me has hecho sonreír. Con cariño Victoria

    ResponderExcluir
  4. Eu realmente nem sei o que dizer. Isso é basicamente o que estou vivendo e pensando ultimamente, e concordo. BRAVO.

    ACESSO PERMITIDO. ♥
    http://www.acessopermitido.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa... É mesmo, Elcimar? Acontece. Obrigado pela visita.

      Excluir
  5. Feliz Ano Novo, Fábio!
    Que as tuas poesias continuem se renovando, andaptando, sempre não deixando de serem intensas como são.
    --
    E quanto ao poema, que bonito. É disso que esperamos do amor, é como um pássaro este sentimento, que guardamos dentro do peito, como se estivessem sendo afagados pela palma das mãos, como se cuidássemos, com zelo, não vivêssemos para não estragar.
    O sonho parece mais bonito do que a realidade. O desejo excita mais do que a verdade!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom ano, Carolzinha. Tudo de bom pra ti, boa menina. Belas palavras. Beijos

      Excluir
  6. Tudo passa e às vezes, persistir é preciso. A realidade machuca
    Beijos, Fábio!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa... Faz pensar, pois é Shirley, há de se considerara todos os aspectos. Entendo. Beijos!

      Excluir
  7. Primeiramente, um excelente 2016 Mestre Poeta, que seja um ano repleto de realizações, poesias, sucesso, poesias, saúde, poesias, amor e poesias rsrs

    O caráter possessivo não justifica o amor. Amar é deixar livre para que volte, é confiar de olhos atados... é se entregar de mãos soltas. Belo e reflexivo!

    Abraços caro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai, Vitão. Feliz ano novo pra ti. Sempre mandando bem nas palavras com sua costumeira cultura e facilidade no expressar. Obrigado, abraços.

      Excluir
  8. A foto fala muito...
    "Pelo muito convivo, desgastado no atrito,
    Sem espaço pro improviso, pra saudade."
    Bota verdade nessas tuas palavras, nesses versos.
    Palmas pra você, Fábio!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Aaaa a beleza do amor livre feito pássaro fora do peito.
    Porque o faz de conta faz de conta que tem um final feliz.
    Grande verdade em um belo poema.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Um estagnado lago traz frustrações e anseios outros. O pássaro solto não foge do aconchego conhecido e da confiança conquistada.
    Um encanto seus versos, Fábio. E uma imagem que traduz, por si só, o dilema que belamente descreveu. Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Perfeita sua analise, Marilene, precisamente é isso, gostei. Beijos!

      Excluir
  11. Com este sentir poético:
    "Que a ânsia da busca supere a da posse."
    A entrega é bela, libertadora e genuína.
    O prazer de ficar juntos vai construindo
    a rota do equilíbrio!...
    A tua poética é um encanto de originalidade, Fábio!!
    Um 2016 luminoso (feliz), renovador e poético!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  12. Belíssimo poema, de verdade.
    Que o sentimento seja livre, e que o equilíbrio seja bem-vindo. Que o sentimento seja ninho e não gaiola, para
    que o pássaro possa ser livre para voar e pousar.

    Grande abraça, Fábio.

    coracaoaflordapele.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E isso ai, nova visitante. Disse bem! Abraços!

      Excluir
  13. 🍀 Passando para mais uma vez elogiar
    o que vc tem de bom por aqui, estou de volta
    e espero que esteja sendo bom seu começo de ano
    Deixo um abraço de bom final de semana
    Bjusss

    └──●► *Rita!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seja bem vinda, Rita Sperchi, a casa é sua. Beijos!

      Excluir