sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Formosa


Sou todo elogio
A quem me faz florir,
Sorrir sem por que,
Sorrir por sorrir.

A quem é estrela,
Mas, com tanto brilho,
Que maior que o sol
E outras estrelas,
Olhando ao redor,
consigo vê-la.

A quem é troféu,
Bibelô, meu biscuit,
Sempre ali, além
Do que se espera.
Aurora fora de hora,
Toda hora primavera.

Fábio Murilo, 30.12.2015

41 comentários:

  1. Belíssimas palavras Fábio Murilo, a mulher é um troféu para ser dedicada e homem para dedicar a ela está difícil francamente falando! Mas, como sempre suas palavras também são inspiradoras!
    Muito obrigada pela sua presença e seja sempre muito bem-vindo! A vida ensina a termos mais calma, ver a vida com mais desapego e menos sensibilidade e deixar que as coisas aconteçam.

    ResponderExcluir
  2. Uau!! Fantástico! Adorei

    Beijo, bom fim de sábado.

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Que bom ser vista assim,
    mulher toda brilho,
    maior que o sol e as estrelas
    toda primavera...
    Beijos, Fábio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostei disso, Shirley... Mulher toda brilho. Beijos!

      Excluir
  4. Muitas pessoas têm seu próprio brilho, é verdade. Bom se vista assim, como diz a Shirley, só que tem, também, o lado escuro do brilho; deve ser terrível...
    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, negativa, Tais, realista, dirás, talvez. Ah eu vou de acordo com o que sobrevém. Bom é bom, mau é mau. Se for pensar assim, não nos aproximaremos de ninguém. Como se cada um levasse um ferrão escondido feito as arraias. Danço conforme a musica. Há agradáveis exceções nesse mundo cão, e por contatar-se nos dedos, nos são mais caros, mais raros. E pro pessimista o sol é apenas um fazedor de sombras. Beijos!

      Excluir
    2. Você não entendeu, Fábio! Eu quis dizer que é encantador o brilho, a luz própria. Porém essas pessoas também tem seu lado escuro que pode ser tão ou mais terrível do que o nosso. Não se brilha o tempo todo. Falei sobre o ponto de vista dela e não a convivência conosco. Nada de negativismo.
      Talvez eu não tenha entendido o poema.
      rss Tá explicadinho.

      Excluir
  5. Belo arranjo de palavras...Como um arranjo de flores.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, que bom! Obrigado, Lourivaldo. Abraços!

      Excluir
  6. É muito bonito quando nos apaixonamos pela pessoa certa.As rimas tem sentido e os versos são repletos de amor :)
    Eu amo o jeito como escreve.É simples e me encanta.


    Beeijão Fábio ;)
    http://carolhermanas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Carol, pelas palavras elogiosas, você é um doce. Beijos!

      Excluir
  7. Olá Fábio, belo jogo de palavras, muito bem escrita sua obra!
    Grande abraço, sucesso e ótima semana!

    ResponderExcluir
  8. "Aurora fora de hora,
    Toda hora primavera."
    Que belos versos! Delicadamente finalizando uma poesia terna, focando aspectos de uma sensibilidade extrema ao elogiar a formosura de uma mulher. Li também outros poemas que ainda não tinha visto, mas o texto Diário de Bordo é simplesmente magistral, muito bem estruturado, idéias bem concatenadas, tudo certinho, perfeito. Profundo isto: "viajo pelas janelas dos meus olhos como se aqui nunca estivesse estado." São estas viagens que nos mostram a essência das coisas, seu ponto mais enigmático, que nos obriga a 'enxergar' para além daquilo que foi visto.
    Meu querido, como sempre, uma alegria imensa vir ao teu cantinho, desfrutar desse teu conhecimento de vida tão cheio de verdade e poesia. Nos teus olhos, nas tuas mãos, nascida na tua alma, a poesia nunca há de morrer...
    Meu carinho num lindo ramalhete de estrelas levado no sorriso de lindos anjos, para enfeitar a tua semana.
    Lena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como sempre com seus comentários inspiradíssimos, Lena. Show! Muito obrigado. Beijos!

      Excluir
  9. Sempre que quero ler lindas palavras passo por aqui...
    Acho que é minha primeira visita em 2016, por isso mesmo que tardio desejo um ano maravilhoso a vc =*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh, a quanto tempo, moça, do nome bonito. Muito obrigado pelo mimo de comentário. Que nada... Tenha um bom ano também.

      Excluir
  10. Lindíssimo poema, Fábio, muito romântico!
    O amor sempre inspira os mais belos versos..

    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  11. Hum... que poesia 'formosa', Fábio!
    Quem nos faz sorrir por sorrir é uma pérola em nossas vidas. E que lindo e delicado olhar...

    Um encanto de poema.

    Abraço.

    ResponderExcluir
  12. achei este trabalho muito bem escrito com alegria e melodioso, quase uma canção.
    quase uma homenagem à mulher, embora possa ser interpretado de muitas maneiras.
    gostei deveras!
    beijo
    :)

    ResponderExcluir
  13. Um poema saído directamente do coração, gostei bastante!

    Um beijinho

    ResponderExcluir
  14. Muito belo a poesia inspirada em sua musa.
    Bj

    ResponderExcluir
  15. Sempre nos encantamos com aqueles que, na simples presença, nos fazem felizes. Pareceu-me que escreveu os versos para uma pessoa especial, que lhe faz brotar sorrisos de pura alegria. E ficaram tão ternos!! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Mairilene. Finíssima, como sempre. Abraços!

      Excluir
  16. Como é lindo o amor.
    Maravilhoso poema, feliz a musa inspiradora.
    Um grande abraço
    Maria

    ResponderExcluir
  17. TU ARRASA SEMPRE! ME ADD NO FACE PQ PRECISO DE UM POETA ASSIM COMO AMIGO dfkldhfjdhfkdhskfhds Enfim, arrasou. Amei o poema. Beijinhos.
    http://viagem-a-terra-do-nunca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. An?!Ah,tá, rs. Obrigado, Gabi, bondade sua. Abraços.

      Excluir
  18. A descansar ou na balada, não se esqueça de celebrar a vida. Bom final de semana e um ótimo carnaval.

    Beijos
    Ani

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Balada? Não, Ani Braga. Tou mais pra uma casa de pria nesses dias de Momo. Mas, onde estiver o conselho é valido, "celebrar a vida". Beijos!

      Excluir
  19. A formosura de alguém que te encanta, e um poema muito "formoso". :-)
    Alguém te faz sorrir à toa, e isso é muito bom!
    xx

    ResponderExcluir