sexta-feira, 29 de maio de 2015

Da Fugacidade da Vida



Não se adia a vida, se alia a ela,
Com a fome de mil cavalos,
Como aflitos vassalos, insubmissos.
Odeio timidez, vacilo.
Apostar corrida com o tempo
Esse atleta magnifico, é inútil.
Melhor fiscalizar com olhos
E sentidos apurados de lince
A oportunidade rara, clara,
O momento único.

Nessa altura da vida vejo lonjuras,
A inutilidade de certas vaidades,
Sentimentos, orgulhos vãos.
Entulhos de ressentimentos tolos,
Narizes empinados, ostentados.

Reitero o que disse o moço/velho
Que um dia pensou assim:
“Face a fugacidade da vida,
Tenho pressa de viver.
Tenho o desespero
Dos que não podem esperar,
Dos que estão conscientes
De sua humana fragilidade.”

Fábio Murilo, 24.06.2015


30 comentários:

  1. Muito bom o poema poeta Fábio!!!
    A vida é mesmo fugaz!!!
    E não devemos deixar as oportunidades passarem em vão!!!...

    Beijos e beijos e ótimo fim de semana!!!

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Isso mesmo Lilly. Obrigado. Beijos!

      Excluir
  2. Bom dia Fábio
    Adorei o teu poema, fantástico!

    Beijos, bom sábado.


    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  3. Muito bom esse post.

    Arthur Claro
    http://www.arthur-claro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. A vida é fugaz, o tempo tão rapidamente passa e nos consome. Não pode por isso , existir tempo para demoradas vacilações, mas demasiada pressa de viver pode também ser má conselheira.
    Agarrar a vida nos pequenos gestos, nas grandes ou pequenas oportunidades que ela nos concede, sem vaidades. E aproveitar cada sopro de vida como se fosse o último. Como diria Saramago : " Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo".
    Belos poemas nos ofereces!
    Como sabes, estou de partida. A minha vida está complicada. Não sei se voltarei, mas, se voltar, visitar-te-ei.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, perderei uma antiga e fiel seguidora... Com seus sábios e irretocáveis comentários, de peso, agregadores. Será uma grande perca. Sentirei sua falta. Não sei exatamente o que houve, mas, reconsidere, se possível. Muito triste, isso. Volta...

      Excluir
  5. Essa pressa e desespero de quem não pode esperar é algo como: homens com sentimentos de homens.
    Fico com a percepção da Laura Santos com o bem lembrado Saramago a dizer: " Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo". Ele sugere o segredo da vida: o romance dos opostos que faz a verdadeira vivência. O que queremos é realmente a universalidade que está dentro de todos os sentimentos normais e humanos. A questão é: como manter pressa e calmaria, profundidade e superfície, corpo e alma, tempo e eternidade como duas cores fortes, vermelho e branco, e tudo isso mantendo um ódio sadio pelo rosa...

    Mas, entendo tua pressa te viver.
    Eu não padeço disso não.
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Priscila. " Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo". É interessante isso, o equilibro. "A questão é: como manter pressa e calmaria, profundidade e superfície, corpo e alma, tempo e eternidade como duas cores fortes, vermelho e branco, e tudo isso mantendo um ódio sadio pelo rosa..." Profundíssimo e belo, Priscila, bravo, gostei muitíssimo. Essencialmente o poema. Obrigado.

      Excluir
  6. Não se pode adiar a vida pois o tempo não pára, ele passa veloz, por isso, há que viver o melhor possível o momento presente.
    Lindo poema.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso assim, Maria Rodrigues. Obrigado, Beijos!

      Excluir
  7. Você sempre me surpreende com teus poemas, apesar de sempre serem de extremo detalhamento e sempre tão sensatos.
    Não adianta, como bem disse, competir com o tempo. Além de o melhor atleta, ele também é o melhor remédio, embora algumas pessoas se recusem a admitir isso.
    Gostei, sinceramente, muito do teu poema!!! Parabéns amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, obrigado, Carol, meiguinha, menina. Gostei de tuas palavras. Beijos!

      Excluir
  8. Boa noite caro Fábio..
    a vida é uma escola..
    muitos buscam diplomas em faculdades..
    eu busco o diploma da vida e espero conseguir com entendimento e consciência..
    não dá pra se fugir deste caminho.. abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, admiro sua tranquilidade e resignação, caro Samuel. Abraços!

      Excluir
  9. Pois esse é um tema que penso muito. De que adianta pressa? pra ir onde? pra fazer o quê se dentro em pouco, bem pouco ( o tempo do homem é curto) estaremos noutro patamar? Não penso mais, apenas deixo a vida me levar no compasso que ela bem entender...
    Beijo, menino de ouro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei não... Queria ter essa imensa calma! De olhar tudo com resignação. Tá parecendo Cazuza: "Vida louca vida, vida breve, já que eu não posso te levar, quero que você me leve". A vida comumente vira tédio, monotonia, fim de caminho , lugar nenhum a almejar. Ai bate uma agonia, Tais , uma aflição. Beijos, Galega!

      Excluir
    2. Acho que não me fiz entender: quis dizer por por que ter pressa se aqui está tão bom? E por NÃO olhar tudo com resignação (bem ao contrário, contesto tantas coisas...) é que penso em manter a calma! Capito? rs Por natureza sou um pouco ansiosa, então é um lado meu que trabalho.
      Beijo! Bom feriado!

      Excluir
    3. Ah é, entendo. Os que fé vigorosa, que praticam uma crença, encaram a vida com mais calma, esperam, creem além do imediato instante. Aqui trabalhei, cheguei agora pouco. Beijos, Tais.

      Excluir
  10. Uau!!! Muito bom, muito bonito, gostei, Fábio!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado , Shirley, pelo entusiasmado comentário, Beijos!

      Excluir
  11. Muito bom, Fábio!
    Reflexivo, intenso, duro!
    Grande abraço e sucesso!

    ResponderExcluir
  12. Taís, menina, você sabe das coisas rss...Parabéns!!!
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A é, Tais é hábil na prosa, Shirley. Beijos!

      Excluir
    2. rsss, beijo, Shirley!! Vi que você está na linha...e gostei. Poderíamos fazer um terapia de grupo por aqui. O assunto é ótimo.
      Um bom feriadão!

      Excluir
    3. Opa! também tou nessa, meninas! Rs.

      Excluir
  13. Brigar com o tempo é um esporte que já começa com perdas. Cada momento é único, até mesmo os ruins.As vezes penso isso, o por que das pessoas perderem tanto tempo com coisas banais, todo esse esforço poderia estar sendo empregado em algo positivo para todos. Como dizem, viver é verdadeiramente uma arte, e com certeza é o meu hobbie favorito. Abraços!

    ResponderExcluir