sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Augusto dos Anjos - Idealismo

2 comentários:

  1. O imortal Augusto dos Anjos!
    Um grande crítico do seu tempo, por isso ainda muito actual!
    "O amor na Humanidade é uma mentira", é uma pena que seja, mas é. Quase não existe hipótese de contradizer este desencanto no poema de Augusto dos Anjos...
    Gostei muito da música no início e no fim, com todos aqueles nomes de grandes poetas a surgir e a desaparecer.
    Obrigada, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Alguns anos atrás eu tinha o livro dele, aliás, único livro. Só não tinha coragem de lê-lo, tal a carga de pessimismo, a obsessão cromática por sangue e pela morte em todas suas nuances. Augusto dos Anjos só alcançou notoriedade depois de morto, não era bem visto na época, considerado de estremo mau gosto e estranho. Hoje tenho-o em minha estante com gosto, é um dos meus poetas preferidos. Leio-o com naturalidade e admiro a facilidade com que ele tira beleza do feio, ou o que é considerado feio pela estética dominante ou pelo nosso preconceito.

      Excluir