sexta-feira, 8 de agosto de 2014

A Companhia


Pressinto no vazio das horas,
Tua companhia solidaria,
Consubstanciada na brisa.

Tuas atenções e intenções
Cercam-me e me acalmam
E me dá segurança
Qual uma redoma de vidro.

Suponho avisos, alentos,
Uma interação inestimável,
Uma transmissão de pensamento.

Sinto-me mais forte, tenho um norte,
O dia é ameno, menos sofrido.
Pois sei que nesse deserto,
Tem oásis por certo
Com sombra boa e afável.
E o viajante resiste
Ao saber que existes.

Fábio Murilo, 08.08.2014

32 comentários:

  1. Muito linda Fábio- suas poesias são de muito bom gosto- parabéns amigo

    ResponderExcluir
  2. Bonita essa cumplicidade, Fábio!
    Pura afinidade entre duas pessoas que se querem.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo, uma coisa muito bonita e rara, gratificante. Um acontecimento puro e autentico. Querem compartilham ideias, pensamentos, alegrias, risos, ou simples coisas cotidianas e banais... Vale pela companhia, Importantíssimo! Obrigado, Tais. Beijos!

      Excluir
  3. mais perto, por favor.
    dentrodabolh.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Bom dia
    Lindo de mais! :-)

    Beijo
    Bom sábado

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  5. O gostoso em ler as suas poesias, é que sempre são suaves, quase que não remetem aos maus sentimentos e isso é tão bom: perceber que ainda existem pessoas que conseguem fazer poesia com as coisas boas que estão em si.
    Parabéns Fábio.

    ResponderExcluir
  6. Prosseguir a viagem do dia dia em ambiente tantas vezes hostil, seria muito difícil sem a presença dessa espécie de oásis de sombra, dessa percepção de uma companhia solidária feita de risos, silêncios e cumplicidades. Alguém que nos apara os golpes, nos ampara nas dificuldades e nos dá segurança. Alguém que nos faz sentir tão importantes apesar de todas as nossas vulnerabilidades.
    A importância de ter com quem partilhar, as tristezas e as alegrias.
    Muito bonito, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
  7. Essa confiança é um alento...
    Feliz sábado, Fábio!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, isso é tão importante e raro e tão necessário, o mundo anda tão complicado, Shirley. Obrigado.

      Excluir
  8. ô moco, que beleza de poema, Não sei porque me lembrou
    muito O pequeno principe. poderia citar varias frases mas escolhi só uma
    porque acho bem bonita e verdadeira:Aqueles que passam por nós, não vão sós, não nos deixam sós. Deixam um pouco de si, levam um pouco de nós.
    O meu avesso é um relicário.
    beijos meu daqui

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lembrou porque falei da redoma de vidro, que lembra o episodio da Flor do pequeno príncipe, única no planeta, por isso mesmo tão necessária e importante. O meu avesso é um relicário? Obrigado garota e beijos daqui. Rs.

      Excluir
  9. oieeee,
    Sou Alice, dona do blog My Running Thoughts. Estou te convidando para conhecer meu blog e uma banda nova que vc vai amar <3 Conto com sua ajuda! Ja te segui!! Se quiser seguir de volta... e assinar o canal deles no youtube...
    http://my-runningthoughts.blogspot.com.br/2014/08/a-melhor-banda.html
    Beijooooos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fui lá, Alice, realmente adorei a banda e seu blog. Obrigado.

      Excluir
  10. Ter alguém com quem se possa caminhar junto é uma alegria para a alma. :3
    Adorei o blog, rapaz.

    dillymonnete.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, o caminho se torna mais suave, mas alegre, as horas passam que a gente nem sente. Obrigado, Dilly.

      Excluir
  11. Olá, Fábio.
    Quanto tempo não venho aqui, desculpa pela ausência. Não só por minha ausência para o blog, mas para mim mesmo, como pude passar tanto tempo sem vim ler seus poemas tão carregados de sentimentos e escritos tão bem? .
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há nada do que desculpar, jovem conterrâneo. Obrigado, Renato, pela gentis palavras, me deixaram lisonjeado.

      Excluir
  12. Lindo poema, Fábio.
    De fato, é sempre reconfortante ter alguém com quem dividir nossas alegrias, cumplicidades, e amparar nossas angústias..
    Teu poema lembrou-me de uma bela citação, que diz: "Andar com um amigo no escuro é melhor que andar sozinho na luz"..

    Tenha uma boa semana! Um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É exatamente assim, Vane, exatamente. Linda citação. Obrigado e Boa Semana pra você também! Abraços!

      Excluir
  13. Bom dia, Fábio. Essa percepção de que algo nos serve de alento nas adversidades é muito bom, sem dúvida, é o que nos faz caminhar quando nossos pés, emoções estão muito cansados.
    Seja uma presença superior ou humana, o que vale é saber que reside o amor como sustentação de tais dias de vazio profundo.
    Parabéns.
    Tenha uma semana de paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Pat. Falou tudo, com perfeição, funciona exatamente assim. Obrigado. Beijos!

      Excluir
  14. Fábio... Seu poema ficou maravilhoso, harmonioso, leve, transparente...
    Você conseguiu se expressar lindamente!
    Gostei muito!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Fê. Bom é encontrar alguém assim, uma verdadeira companhia, prá toda hora, uma companhia de verdade que nos passe confiança e segurança, que ria com nosso riso, que divida a nossas dores, nosso fardo cotidiano. Ou simplesmente nos escute com atenção e respeito, basta isso. Conhece alguém assim? Beijos!

      Excluir
  15. Poxa Fábio, que belo poema tu escreveu.
    A distância e a presença... A certeza.
    Muito belo mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A quanto tempo, Nato! Feliz em vê-lo. Obrigado.

      Excluir