sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Modelo de Pessoa


Pra você viver é simples,
É limpo, é claro.
Cabeça nas nuvens
E os pés no chão.
Resolve com aptidão
A difícil equação do existir.
Em tua concepção plena
Não existe dilema,
Nem confusão.

Criança adulta,
Não age com maldade,
É pura convicção.
É rosa na roda viva,
É brisa na tempestade.

Fábio Murilo, 13.08.2014

30 comentários:

  1. Fábio,

    Identifiquei-me totalmente com esse poema, que também tem boa qualidade literária.

    abraço fraterno
    Marcos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Marcos, pelo elogio, vindo de você um sonetista, artesão das palavras, equilibrista da forma. Abraço.

      Excluir
  2. Bom dia Fábio
    Quem dera que fosse mesmo assim. tem sempre coisas que correm mal! Gostei de ler

    Sábado feliz
    Beijos´

    http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A vida tem dessas coisas, Cidália. Mas tem gente que não foca a vida apenas pelo aspecto negativo. Ou como diz o ditado: "O pessimista acha que o sol é apenas um fazedor de sombras", entendeu? Beijos!

      Excluir
  3. Bom dia Fábio.. todos nós podemos ser modelos para os demais.. quando estivermos bem com a gente mesmo.. deixar no ar pequenos fragmentos que possam tocar no outro é algo maravilhoso em prol do nosso próximo.. abraços poeta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falou tudo, espiritualizado Samuel. Por isso essas pessoas são queridas, são admiradas, não é pra menos. São criaturas adoráveis, de atitude, espontâneas, que conquista a todos com o seu carisma, imagem positiva e sorrisos, apesar das intempéries da vida, parecem inabaláveis. Deus as mantenha sempre assim, fazem um bem danado! Abraço.

      Excluir
  4. Existem mesmo dessas "pessoas modelos" que tanto nos inspiram quanto nos admiram. Fico inconformada quando percebo que sou uma péssima pessoa, mau humorada e zangada com qualquer bobagem que pinte no meu dia, quando percebo pessoas assim, como tu descreveu nesse poema, Fábio.
    Quem me dera fôssemos todos assim, inspiradores! Parabéns.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exitem Carol, conheço. Exatamente assim como descreve. Gostei de sua humildade, é comum esse tipo de reações e comportamento, o estresse da vida moderna nos condicionam a isso. Talvez seja questão de nos policiar mais, trabalhar mais essas coisas na gente, não é fácil, mas... Legal essas "pessoas inspiradoras", como diz, como se viver fosse fácil e a gente que complicasse tudo. Sempre tão doce e educada nos comentários, Obrigado.

      Excluir
  5. Ahhh!!!! Hoje vou discordar de você. Não acredito em
    modelo de pessoa. Acredito que quando o aluno esta pronto o professor aparece.
    São os sábios os mestres que com muita sabedoria fazem um encontro
    especial de informações. É aprender que até nos espinhos nascem rosas. E muitas outras passagens. Embora a essência isso ninguem muda.
    Buenas noches, beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas... Seguindo seu raciocínio, o professor é um modelo de pessoa, é o espelho, a base, o mestre, por ter maior vivência, aperfeiçoamento na área, experiência de vida. O que não impede de vez em quando aprender com o aluno, todos nós sempre temos algo a aprender com o outro, cada um tem o seu talento, sua aptidão, seu dom. Porque não podemos nos espelhar nos outros? Procurar repetir os bons exemplos, ser fã de uma pessoa querida próxima, gente igual a gente, tê-la como modelo. Beijos, Bandys.

      Excluir
  6. Mas é que é isso mesmo, cabeça no ar, pés firmes no chão.
    Gostei especialmente da última estrofe ; " é rosa na roda viva, é brisa na tempestade". No fundo, a serena harmonia.
    Seria bom que todos nós pudessemos ser esse modelo de pessoa, com essa beleza e graciosidade.
    Gostei, Fábio!
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ".. com beleza e graciosidade", é isso, Laura. Obrigado.

      Excluir
  7. Caro Fábio, mais uma vez nos agraciando com um aprazível poema, com versos fluídos; curtos, porém carregados de uma profundidade e reflexão muito além das aparências...

    Não sei se existe um modelo de pessoa, até porque a perfeição é relativa. O que eu tento fazer é ser eu mesmo, porém, absorvendo em mim, fragmentos dos comportametos de pessoas que considero exemplares.

    Grande Abraço Fábio.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "O que eu tento fazer é ser eu mesmo, porém, absorvendo em mim, fragmentos dos comportamentos de pessoas que considero exemplares". Disse tudo, Victor, és um filosofo, tu que és excepcionalmente reflexivo em teus comentários. Obrigado!

      Excluir
  8. Olá, Fabio! Assim como a criança não adulta, só o "calundú" que atrapalha. Ah! Tomara que a poesia não morra. Abraço! www.gravatacombatom.com.br

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que linda essa poesia!! Adorei cada linha dela, cada escolha de palavras :)
    Tenha um ótimo dia, Fábio. Abraço!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Nanda, pelas palavras elogiosas. Abraço!

      Excluir
  10. Poesia reflexiva, sempre.

    Obrigada, Fábio.

    ResponderExcluir
  11. Que saudade, da inexistência de preocupações da juventude...
    Gostei, Fábio, beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, Shirley. Que bom que pudêssemos levar vida a fora essa eterna criança. Obrigado!

      Excluir
  12. Se deixar a criança que existe em cada um de nós se expressar, até que se concebe. Quando surge o adulto é que as coisas se complicam... E explodem. Foi-se a ingenuidade.
    Beleza, Fábio.
    Bjus!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem razão, tem gente que ainda preserva essa eterna criança, vai ver que esse é o segredo da felicidade. Beijos, Tais!

      Excluir
  13. Oi, Fábio, tudo bem?
    De fato viver é uma equação dificílima de ser resolvida...

    Beijos,
    Nina & Suas Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como! Mas tem gente que tira isso de número, digo, letra, rs... Obrigado, Nina.

      Excluir
  14. Olá amigo...
    Acredito que é possível ter essa paz em meio aos problemas que a vida nos apresenta sim! Ninguém está livre dos problemas cotidianos, porém a paz está dentro de nós... E se temos paz dentro de nós, ela reinará não somente nos dias bons, mas também nos ruins, alias o remédio é justamente para os dias de dor. Acredito que ser esse modelo de pessoa que você descreveu vai muito também da natureza da pessoa. Cada tem uma natureza diferente. Há pessoas que se irritam facilmente, que deixa os sentimentos ruins tomarem posse de si. E já tem outras que a sua natureza lhe permite controla tais sentimentos... Há pessoas que alimentam os maus sentimentos. E até sentem prazer nisso... Falo isso pelo que vejo algumas vezes. Um dos fatores de ter paz nas adversidades, é a fé de acreditar que as coisas vão melhorar, ou até mesmo pensar que nesse exato momento há pessoas em um leito de dor, sem nem mesmo poder respirar naturalmente, daí o problema que você está vivenciando não exatamente tão grave, digo isso porque geralmente as pessoas murmuram de problemas pequenos, por incrível que pareça, mas é verdade. Ninguém é perfeito amigo, porém existe algo chamado de domínio próprio. Que alias é um dos frutos do Espírito Santo, segundo a bíblia. É a pessoa saber se controlar. É evidente que há problemas que nos abate de tal de forma que é quase impossível sorrir, isso é um fato. Mas é como eu disse e vejo, geralmente são os pequenos problemas que tira a paz de uma pessoa, e a torna uma pessoa irritada, ela começa a sentir inveja do próximo, a reclamar diariamente da vida que tem. E algumas até culpam a Deus. Sendo que a bíblia diz... De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Lamentações 3:39 Há problemas que nós mesmos nos metemos, e depois queremos por a culpa em Deus, ou em outra pessoa. Então pra finalizar... realmente não existe ninguém perfeito, mas um modelo de pessoa, seria alguém que passa por tudo que todos passam, mas tem um coração limpo... não se deixa contaminar com maus sentimentos, que tem fé, que acredita em Deus e em sua providência divina... Porque acreditar, crer.. nos traz paz e segurança... Como eu disse cada um tem uma natureza diferente, porém a pessoa não pode dizer, ah eu nasci assim e vou morrer assim, quem quiser que me ature... Mas sim tentar melhorar dia a pós dia, pra si mesmo, e para àqueles que estão à sua volta.

    Beijos amigo!

    Parabéns pelo belíssimo poema!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, Fê... Forte! Cada frase uma sentença, palavras-chaves, máximas, profundas reflexões... Acrescentar mais nada ao que disse, não me atrevo! Eu que te digo, obrigado pelo belíssimo comentário! Perfeito! Você foi perfeita. Encantado. Beijos!

      Excluir
  15. Realmente, poeta, como é “difícil a equação do existir”. Que expressão primorosa! Como é complicado viver, solucionar os “xis” das questões que se apresentam diariamente. Mas a vida nos molda, vamos ganhando conteúdo, experiências, deixando de ser marionetes. Embrutecer, jamais, fincar os pés no chão, sim, mas visitar as estrelas, sempre, por que não? A-do-rei! Seu poema é lindo demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse tudo e mais alguma coisa! Somou! Obrigado, Lu, pela gentileza da visita. É sempre muito bem vinda! Obrigado.

      Excluir