sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Sociedade dos Poetas Mortos - Trecho

3 comentários:

  1. "Fui para os bosques viver de livre vontade,
    Para sugar todo o tutano da vida…
    Para aniquilar tudo o que não era vida,
    E para, quando morrer, não descobrir que não vivi!"

    (Henry David Thoreau)

    Citação, entre tantas, com a qual fui agraciada ao assistir esta maravilhosa produção cinematográfica, que transborda poesia, rompe paradigmas, tabus, concepções pré-estabelecidas e exalta a formosura da vida, perceber sua brevidade e a importância de vivê-la intensamente de forma plena e absoluta.

    ResponderExcluir
  2. Poxa... Gostei! Estupendo! Gostou mesmo do filme, hein? Também gostei! E seu comentário sintetizou com perfeição a mensagem do filme. Temos que estar atentos para cada segundo, cada momento que vai no tempo, cada dia a mais é um dia a menos. Carpe diem. Obrigado, Lu!

    ResponderExcluir
  3. Um dos melhores filmes que já assisti... Uma das indicações mais legais que recebi no blog!

    ResponderExcluir