sexta-feira, 15 de agosto de 2014

Motivos - Cecilia Meireles/Fagner

12 comentários:

  1. "não sou alegre, nem sou triste... sou poeta."

    Que música!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma fase genial de Fagner, João, em que ele teve essa ótima sacada de musicar poemas. Além dessa tem Canteiros, também com versos de Cecilia Meireles, musicou também sonetos de Florbela Espanca, Fanatismo, Fumo e um poema de Ferreira Gullar, Traduzir-se, que eu lembre. Obrigado.

      Excluir
  2. Esse poema é lindo...
    E ficou show com a melodia do Fagner!
    Ótima escolha!

    Beijos amigo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Fê. Alguém me mostrou, ai eu disse, vou postar no blog. Legal, né?

      Excluir
    2. Rs... Sim muito legal!
      A pessoa parece ter bom gosto, assim como você.

      Excluir
    3. Ah, é. Excelentes gostos, pode ter certeza! rs... Beijos!

      Excluir
  3. Eu sempre esqueço de olhar
    os cantos das suas poesias.
    Parece que escorre pelas mão
    feito areia entre os dedos
    e quando me dou conta, ja era.
    Foi.
    Boa noite

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá certo. Dessa vez tá perdoada, rs... Obrigado, Garota.

      Excluir
  4. Adorei! Grande poetisa e uma voz que gosto muito. Grande interpretação!
    xx

    ResponderExcluir
  5. Fábio conseguistes tocar meu coração
    é linda a musica e poesia.
    Eu poeta , mais sou diferente lamentavelmente sou triste.
    E engraçado sempre fui triste mesmo estando nos
    lugares mais lindos desse planeta.
    Eu nunca seu quando estou contente mais nunca deixo ninguém sofrer com minhas tristezas.
    Me perdoe por demorar tanto passar no seu blog.
    A vida não escolhe quem ela vai dar
    um chute legal.
    Uma abençoada tarde menino legal.
    Evanir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas, a maioria dos poetas são tristes, Evanir. Já notou quantas canções falando de temas tristes, separações, saudade, lagrimas... Não há do que pedir perdão. Eu que agradeço a visita.

      Excluir