sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Meus Oito Anos - Cassimiro de Abreu/Paulo Autran

5 comentários:

  1. É bem verdade, tudo o que passou não volta mais. Só fica a saudade.
    Comovente a interpretação do Paulo Autran.
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse poema é belíssimo, Laura, muito popular aqui no Brasil. E na voz de Paulo Autran, então... Obrigado!

      Excluir
  2. O saudosismo, a musicalidade e a doçura impregnados no poema emocionam. A nostalgia que desponta dos versos é linda e nos aquece.

    ResponderExcluir
  3. Esse poema é lindíssimo e o que dizer narrado por Paulo Autran?
    Beijo!

    ResponderExcluir